O Gigante de Glastonbury – De Quem Esses Ossos Enormes Pertencem?

Na busca pela verdadeira tumba do lendário Rei Arthur, no ano de 1190, misteriosos restos mortais foram desenterrados em Glastonbury, Somerset, Inglaterra.

Glastonbury Giant - De Quem Esses Ossos Enormes Pertencem

Essa descoberta faz você se perguntar quantos mistérios mais estão escondidos no subsolo.

Vamos ver o caso enigmático do gigante de Glastonbury, tentando responder à pergunta:

A quem os ossos enormes pertenciam?

Em mais uma tentativa de localizar a verdadeira tumba do Rei Arthur, como você certamente sabe, durante séculos houve uma tentativa de encontrar a verdadeira tumba do lendário Rei Arthur na Grã-Bretanha.

Local do que deveria ser o túmulo do Rei Arthur e da Rainha Guinevere no terreno da antiga Abadia de Glastonbury, Somerset, Reino Unido
Local do que deveria ser o túmulo do Rei Arthur e da Rainha Guinevere no terreno da antiga Abadia de Glastonbury, Somerset, Reino Unido

Dezenas de locais foram propostos como sendo o lugar real onde estão seus restos mortais. Ainda assim, ao cavar para a descoberta, os resultados foram malsucedidos.

No entanto, quem usou uma picareta e uma pá para cavar nem sempre saiu de mãos vazias.

Em uma das muitas tentativas, em 1190 em Glastonbury, Inglaterra, trabalhadores cavaram a uma profundidade de 2 metros e encontraram um objeto interessante.

Uma cruz pesada de chumbo com a inscrição:

Aqui jaz o renomado Rei Arthur enterrado na Ilha de Avalon.”



Arqueólogos encontram a verdadeira espada Excalibur em um rio da Bósnia

Mistério! Smartphone aparece em pintura antiga

A Misteriosa e Antiga Maldição do Túmulo do Rei Tut

O Túmulo de Jesus esta no Japão?

Os símbolos ocultos dos Illuminati



Eles encontraram o túmulo de um gigante?
Ossos do Gigante
Ossos do Gigante

Em vista da inscrição específica que leram na cruz encontrada, os encarregados de desvendar o mistério continuaram a cavar com maior entusiasmo.

Seus interesses era encontrar provas sólidas de que a lenda do Rei Arthur era verdadeira.

Quando estavam com cerca de cinco metros de profundidade, encontraram um grande caixão, esculpido no tronco de um velho carvalho.

Local do que deveria ser o túmulo do Rei Arthur e da Rainha Guinevere no terreno da antiga Abadia de Glastonbury, Somerset, Reino Unido.

Isso mesmo, um caixão de madeira, dentro do qual estavam os restos, não de uma pessoa, mas de dois corpos.

Um dos restos mortais era feminino, de tamanho médio, e foi imediatamente assumido que eram da rainha de Artur, Guinevere.

O outro corpo deve ter sido do Rei Arthur, mas as dimensões dos ossos diziam o contrário. O companheiro da suposta rainha era ninguém menos que um homem de aproximadamente 2,70 metros de altura.

Sim, os restos de um verdadeiro gigante, como tantos outros que, em diferentes épocas e lugares, foram encontrados. Especialmente em solo americano, os achados de cadáveres de tamanhos excepcionais têm sido uma constante.

Então o Rei Arthur era um gigante?
O Rei Arthur era um gigante
O Rei Arthur era um gigante?

Na verdade, o túmulo do renomado monarca ainda não foi encontrado. Muitos locais foram propostos, mas nenhum foi absolutamente confirmado.

E a cruz conduzem ao túmulo identificado como pertencente ao Rei?

De acordo com a maioria dos pesquisadores que estudaram o caso do gigante de Glastonbury, a cruz encontrada no túmulo nada mais é do que uma fraude.

Aparentemente, foi deixado ali deliberadamente por monges da abadia beneditina.

Com isso, eles queriam chamar a atenção e colher fama, incentivando os nobres a fazerem doações para apoiar o lugar sagrado onde foi encontrado o túmulo de tão ilustre pessoa.

Mas de quem eram os corpos então?

Bem, a julgar pelo desenho do caixão, os infelizes ocupantes nem eram da realeza. Muitos historiadores encontraram caixões esculpidos em carvalhos ocos em antigas comunidades celtas.

Caixões medievais de madeira - séculos IX-X
Caixões medievais de madeira – séculos IX-X

De tal forma que, o par encontrado em Glastonbury poderia muito bem ser membro de alguma antiga comunidade desta cultura.

O que podemos ter certeza é que eles não eram o Rei Arthur e sua rainha, Guinevere.

Centenas de mistérios ainda estão escondidos no subsolo Claro, ainda há quem duvide que os restos encontrados sejam ou não do lendário Rei Arthur.

Na verdade, alguns até afirmam que a própria existência do Rei ainda está em questão. O que está fora de dúvida é a presença de um gigante dentro da tumba. Pessoas desse tamanho parecem ter convivido sem problemas nas sociedades de outrora.

Quantos mistérios mais ainda estão enterrados sob a terra?

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…

A Chave dos Mistérios Ocultos

Você já tem a chave, mas terás a coragem de abrir?

Deixe um Comentário