Nenhum outro material que conhecemos se comporta dessa maneira -A Chave dos Mistérios Ocultos

Descobrem um mineral que é capaz de “lembrar”

Compartilhe esta matéria...
Inesperadamente, um grupo de cientistas descobriu um mineral que lembra, o evento surpreendeu os cientistas, já que até agora nenhum outro material havia conseguido mostrar que ela possui algum tipo de memória.
Tudo aconteceu por acaso, enquanto membros do Laboratório de Pesquisa em Eletrônica de Energia e Banda Larga (POWERlab) realizavam pesquisas usando dióxido de vanádio (VO2).

Durante o experimento, foi testada a transição de fase no referido mineral. Os resultados foram surpreendentes.

O mineral é capaz de lembrar os estímulos aos quais foi submetido

O vanádio é um mineral amplamente conhecido, principalmente por possuir uma capacidade excepcional como semicondutor de corrente. Uma das razões pelas quais é amplamente utilizado na indústria eletrônica.

Vanádio.
Vanádio.

Mas recentemente aconteceu algo nunca visto pelos pesquisadores, pois notaram um comportamento atípico do mineral. O mineral foi submetido a diferentes trocas de calor, de modo que, ao ser aquecido a uma temperatura inferior a 68 graus Celsius, cumpria a função de isolante.

O contrário ocorre quando o calor a que está submetido ultrapassa o limite de 68 graus, pois então os átomos que compõem o mineral sofrem uma mudança drástica. A tal ponto que se tornou um metal com excelente condutividade, tudo graças ao fato de o dióxido de vanádio ter a capacidade de organizar seu padrão de rede.

Uma vez reduzida a temperatura, o mineral passa ao seu estado original, ou seja, um isolante.

Nenhum outro material se comporta assim.
Nenhum outro material se comporta assim.

É justamente esse fato que chamou a atenção dos pesquisadores, que se preocuparam em estabelecer exatamente o tempo que o vanádio poderia levar para mudar de estado. Não demorou muito para que eles descobrissem algo realmente incrível logo após aplicarem as respectivas cargas de corrente elétrica.

Nenhum outro material tem esse tipo de comportamento.

Um dos coautores desse trabalho de pesquisa é o cientista Elison Matioli, que garante que:

“não esperavam observar que o dióxido de vanádio apresentaria um comportamento semelhante ao efeito memória”.

Eles perceberão isso quando o VO2 retornar à sua fase original.

Imagem ilustrativa do dióxido de vanádio 'lembrando' seus estados anteriores.
Imagem ilustrativa do dióxido de vanádio ‘lembrando’ seus estados anteriores.

Porque naquele momento ele estava se comportando de uma maneira que dava a impressão de que se lembrava da atividade mais recente a que havia sido submetido. Os pesquisadores passaram pelo menos 3 horas observando como o mineral se lembrava do primeiro estágio de transição, podendo antecipar o próximo.

Segundo a opinião de Matioli, esse desempenho do vanádio é produto de sua estrutura física. Especialistas dizem que não existe outro material com essa característica.

Possível revolução no mundo da informática e eletrônica!

Depois de verificar que o vanádio pode realmente lembrar, portanto, antecipando diferentes etapas, os membros do POWERlab consideram altamente provável que surja uma revolução eletrônica.

Vanádio.
Vanádio.

De que maneira?

Especialmente ampliando a capacidade de armazenamento em diferentes dispositivos eletrônicos.

Outra função que revolucionaria o mundo da computação tem a ver com o processamento de dados, já que com a implementação do vanádio o processo seria feito muito mais rápido. Comentários de Mohammad Samizadeh Nikoo, engenheiro elétrico do Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Lausanne, apontam para uma mudança na utilização de materiais em um futuro próximo.

“Usando o VO2 corretamente, as funções da eletrônica convencional até agora podem ser superadas”,

Mostra a pesquisa.



Sugerimos a leitura das seguintes matérias

Cientistas confirmam a descoberta de um mineral nunca antes visto na natureza

Pesquisador mostra como um fungo comum remove mercúrio tóxico do solo e da água

A incrível bactéria que “come” metais pesados ​​e expele ouro

Misteriosa substância “não identificada” está se espalhando nos sistemas aquáticos



Quando o dióxido de vanádio é aquecido abaixo de 68 graus Celsius, ele se comporta como um isolante.
Quando o dióxido de vanádio é aquecido abaixo de 68 graus Celsius, ele se comporta como um isolante.

Nesse sentido, Mohammad apontou especificamente os campos onde o vanádio traria os maiores benefícios. Por exemplo, consumo de energia, memórias multiníveis, aumento de velocidade, miniaturização e a possibilidade de liderar o caminho na direção da computação metamórfica.

Uma descoberta altamente significativa Monocristal VO2 com superfície polida. As implicações e vantagens que o dióxido de vanádio pode trazer para a eletrônica são infinitas, por isso consideram uma descoberta altamente significativa.

No entanto, é muito cedo para garantir o sucesso de sua implementação, uma vez que os cientistas não possuem os instrumentos necessários para medir com precisão todo o seu alcance. No momento, os especialistas em engenharia elétrica e eletrônica do POWERlab continuam investigando não apenas o VO2, mas também o comportamento de diferentes minerais semelhantes.

A natureza pode inesperadamente permitir que eles descubram outra surpresa agradável.

A pesquisa foi publicada na revista científica Nature Electronics.

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

A Chave dos Mistérios Ocultos(clique ou toque para abrir)


Descubra mais sobre A Chave dos Mistérios Ocultos

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

A Chave dos Mistérios Ocultos
Curiosidades

Deixe um Comentário