Imagens lindas de um meteorito que caiu no México

Vários vídeos e fotos foram compartilhados pelos habitantes de Monterrey e Tamaulipas, no México, onde acredita-se que este meteorito tenha feito parte da chuva de meteoros.

Imagens lindas de um meteorito que caiu no México

Habitantes de Monterrey e Tamaulipas capturaram a transição de um meteorito que caiu em Ciudad Victoria pouco depois das 22h10 desta terça-feira, dia 06/10.

Este avistamento coincidiu com o fenômeno astronômico em que Marte é mais visível da Terra durante o mês de outubro, brilhando no céu oriental todas as noites e no oeste antes do amanhecer, graças à proximidade incomum entre os dois.

Este avistamento faz parte dos Draconídeos, que são a queda do meteoro cuja origem está no cometa periódico 21P / Giacobini-Zinner.



Cientistas confirmam a descoberta de um mineral nunca antes visto na natureza

Cientistas mostram como ficar bilionário explorando asteroides

A Rússia afirma ter encontrado vida extraterrestre em outro planeta e eles têm evidências

Um “artefato impossível” encontrado nos restos de um meteorito

Asteroide atinge a Nigéria e causa enorme cratera



A Proteção Civil, os Bombeiros e a Polícia Estadual foram a Ejido Lázaro Cárdenas, local onde caiu o meteorito, que provocou apenas um pequeno incêndio florestal, e encontraram uma série de rochas menores que consideram ser os restos do meteorito.

Imagens lindas de um meteorito que caiu no México

Acontece todos os anos, nos primeiros dias de outubro sendo entre as 8 até 10 da noite, as horas mais marcantes.

Os draconídeos são observáveis ​​nas primeiras horas da noite, em áreas com céu claro e escuro.

O nome de Draconídeos deve-se à constelação de Draco, já que este é o local de onde parecem surgir na abóbada celeste, que é conhecida como radiante

Não é recomendável tocar neste tipo de corpos celestes com a mão, ou carregá-los junto ao corpo por muito tempo, pois podem apresentar níveis de radioatividade.

Daniel Flores Gutiérrez, pesquisador do Instituto de Astronomia (IA) da UNAM, informou que neste mês serão duas luas cheias que ocorrem a cada ano.

Flores Gutiérrez anunciou os próximos eventos astronômicos e destacou que no dia 19 de outubro, às 03:00, ocorrerá uma conjunção o aparente mínima entre a Lua e Júpiter.

Em 12 de novembro ocorrerá a conjunção entre Vênus e a Lua, fenômeno que ocorre todos os anos.

A Lua vai crescer e vai ficar parecida com um prego com uma estrela, que é Vênus, semelhante a algumas bandeiras de países árabes”,

exemplificou.

Imagens lindas de um meteorito que caiu no México

Enquanto isso, no dia 30 de novembro será registrado um eclipse penumbral da Lua, entre 01:30 e 05:55 horas.

Infelizmente, não pode ser visto, pois penumbra significa que a Lua penetra na penumbra da Terra, mas a olho nu não podemos perceber, porque a diminuição do brilho do disco lunar é imperceptível aos olhos”,

alertou.

Daniel Flores considerou que uma das questões em aberto na astronomia em relação à Lua tem a ver com a forma como o sistema Terra-Lua foi formado.

Ainda é um mistério, embora haja várias propostas. Uma das mais provável afirma que houve a colisão de um objeto do tamanho de Marte com a Terra, o que provocou uma série de eventos de difusão de pequenas partículas, com a Lua orbitando ao redor da Terra ”,

explicou; Flores.

Outra proposta sustenta que o sistema Terra-Lua surgiu da mesma formação do Sistema Solar, no mesmo momento, enquanto a terceira fala de uma captura do Sistema Terra-Lua em relação ao Sol.

São propostas abertas da astronomia e têm a ver com a origem do Sistema Solar”,

concluiu Flores.

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…

A Chave dos Mistérios Ocultos

Você já tem a chave, mas terás a coragem de abrir?

Deixe um Comentário