NASA avisa que 17 erupções solares estão indo em direção à Terra.

NASA avisa que 17 erupções solares estão indo em direção à Terra

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Da economia global às famílias, as redes de comunicação e a rede elétrica que as sustenta estão mais interligadas do que nunca em nossas vidas.

Mas todas essas redes podem desaparecer em um instante…

Uma tempestade geomagnética desencadeada por uma explosão de energia solar poderia destruir a rede elétrica de um país inteiro e desligar torres de telefonia celular e redes de comunicação.

Isso ocorre quando os astrônomos acreditam que estamos entrando em um período de aumento da atividade solar que pode atingir o pico em 2025.

Isso seria muito pior do que uma simples queda de energia, pois junto com as luzes, não teríamos acesso às informações.

E os especialistas estão realmente preocupados!

De pesquisas espaciais sobre a energia do sol a novos esforços que podem proteger usinas de energia contra um ataque de EMP (pulso eletromagnético), a ciência está se esforçando para manter nossas conexões abertas.

No entanto, às vezes o inesperado acontece, sem tempo de reação.

Erupções solares

Pelo menos 17 erupções solares de ponto único explodiram no espaço nos últimos dias e podem atingir a Terra como tempestades geomagnéticas.

Os cientistas estão debatendo quão forte será esse ciclo solar atual
Os cientistas estão debatendo quão forte será esse ciclo solar atual.

As erupções solares se originaram de uma mancha solar hiperativa, chamada AR2975, que está disparando erupções desde segunda-feira (28 de março).

Conforme relatado pela Sky News, as manchas solares são explosões no sol que ocorrem quando as linhas magnéticas se realinham repentinamente perto da superfície visível.

Às vezes, essas explosões estão associadas a ejeções de massa coronal (CMEs), ou fluxos de partículas carregadas que são lançadas no espaço.

O Solar Dynamics Observatory da NASA registrou imagens impressionantes de explosões solares, assim como o Observatório Solar e Heliosférico.

“As erupções lançaram pelo menos duas, possivelmente três, CMEs em direção à Terra”,

escreveu o SpaceWeather.com sobre o evento espacial.

A NASA e a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) acrescentaram que o primeiro CME chegará na quinta-feira, com pelo menos outro esperado na sexta-feira.

Os dados sugerem que as partículas podem gerar tempestades geomagnéticas G2 ou G3 (moderadas), embora as auroras sejam difíceis de prever.



Sugerimos a leitura das seguintes matérias

Uma mancha solar emite uma grande erupção voltada para a terra

Cientistas alertam que logo uma poderosa explosão solar pode causar o apocalipse da internet

A antiga tabuinha assíria contendo referências a uma enorme tempestade solar

Os cientistas confirmam que uma poderosa explosão solar de classe X atingiu a Terra, e o pior ainda está por vir



Qual poderia ser o impacto?

Qual poderia ser o impacto
Qual poderia ser o impacto?

Enquanto os especialistas nos dizem que esta tempestade é apenas moderada, a NASA e outras agências espaciais estão monitorando a atividade solar para melhorar as previsões do tempo solar.

Uma forte explosão direcionada para a Terra, juntamente com uma grande CME, pode causar problemas como danificar linhas de energia ou desativar satélites.

Espera-se que o ano de 2022 seja relativamente calmo para o Sol, pois ainda estamos perto do início do ciclo de 11 anos de atividade solar que começou em dezembro de 2019.

Os ciclos iniciais normalmente têm menos manchas solares e menos erupções. A atividade deve aumentar à medida que nos aproximamos do pico, esperado em meados de 2025.

Os cientistas estão debatendo quão forte será esse ciclo solar atual, embora as previsões até agora indiquem que o número médio de manchas solares pode ser menor do que o normal.

Cientistas alertam que uma poderosa explosão solar pode causar o apocalipse da internet
Cientistas alertam que uma poderosa explosão solar pode causar o apocalipse da internet.

Mas também temos que lembrar que uma análise dos dados da espaço da sonda STEREO-A mostrou que uma CME extremamente poderosa cruzou a órbita da Terra em julho de 2012.

Felizmente para nós, a Terra estava em um ponto diferente em sua órbita e fora de perigo, mas uma semana depois não teríamos tanta sorte.

De fato, não fosse pela presença da sonda STEREO-A, não saberíamos nada sobre o evento.

Embora se a tempestade solar tivesse atingido nosso planeta, o evento teria gerado uma tempestade geomagnética duas vezes maior que o evento Carrington de 1859, o maior fenômeno solar já registrado.

E você amigo(a) leitor(a) está pronto para um novo evento Carrington?

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

O Mundo dos Mistérios Ocultos(clique para abrir)

A Chave dos Mistérios Ocultos
Catástrofes

Deixe um Comentário