Você pode imaginar o que aconteceria se o mundo ficasse sem todos os recursos úteis da civilização?

Os cientistas confirmam que uma poderosa explosão solar de classe X atingiu a Terra, e o pior ainda está por vir

Apenas dois meses atrás, milhões de toneladas de gás superaquecido dispararam da superfície do Sol e se lançaram 140 milhões de quilômetros em direção à Terra.
Essas manchas solares são importantes para que possamos entender a atividade do Sol.
As perturbações magnéticas criam os ventos solares e ejeções de massa coronal.

A erupção, chamada de ejeção de massa coronal, não foi particularmente poderosa na escala do clima espacial, mas quando atingiu o campo magnético da Terra, ela desencadeou a mais forte tempestade geomagnética vista em anos.

Desta vez não causou nenhuma catástrofe, provavelmente poucas pessoas sabiam que aconteceu, mas serviu como um lembrete de que o sol acordou de seu sono de um ano.

Embora invisíveis e inofensivas para qualquer pessoa na superfície da Terra, as ondas geomagnéticas desencadeadas por tempestades solares podem paralisar as redes elétricas, bloquear as comunicações de rádio, expor a tripulação e os passageiros dos aviões a níveis de radiação perigosa e até derrubar satélites.

O sol começou um novo ciclo de 11 anos no ano passado e, ao atingir seu pico em 2025, cresce o espectro de um clima espacial poderoso que criará um problema real para a humanidade, ameaçando o caos em um mundo que se tornou cada vez mais dependente da tecnologia.

E agora, o Solar Dynamics Observatory da NASA capturou imagens da maior explosão solar produzida pelo sol em quatro anos.

Tempestade solar classe X

Em 3 de julho, a NASA detectou a erupção solar mais intensa que marca o início de uma escalada da atividade no ciclo solar 25.

Isso provavelmente significa que mais erupções aparecerão e serão cada vez mais perigosas para a vida na Terra.

As imagens foram capturadas pelo Observatório Solar Dynamics da agência espacial dos EUA, que monitora constantemente a atividade solar.

A erupção solar registrada era de classe X. Este é o tipo mais forte de erupção solar e pode ser responsável por tempestades geomagnéticas e blecautes de rádio.

Os cientistas ficaram surpresos com o tamanho da erupção devido à forma como a atividade do sol normalmente gira. O sol tem um ciclo de atividade de 11 anos que vai de uma pequena quantidade de atividade a um pico de manchas solares, erupções e tempestades antes de retornar a menos atividade.

Espera-se que o sol atinja sua atividade máxima em 2025 e, como esse ciclo só começou em dezembro de 2019, a forte explosão solar parece ter chegado muito cedo, o que não é uma boa notícia.

O Centro de Previsão do Clima Espacial informou sobre o evento:

A nova região 2838 produziu um sinalizador X1 impulsivo (R3 – Strong Radio Blackout) às 14:29 UTC do dia 3 de julho. Esta região de manchas solares se desenvolveu durante a noite e também foi responsável por um surto M2 (R1 – Minor Radio Blackout) às 07:17 UTC do dia 3 de julho.”

A explosão solar, que causou uma interrupção nos sistemas de rádio na Terra, veio de uma área que é identificada como AR2838. Esta região particular tornou-se recentemente ativa e está girando com o sol.

Erupções solares (ou solar flares, em inglês) são explosões repentinas na superfície do Sol causadas por mudanças no seu campo magnético.
Erupções solares (ou solar flares, em inglês) são explosões repentinas na superfície do Sol causadas por mudanças no seu campo magnético.

Espera-se que a área ativa passe as próximas duas semanas movendo-se para o lado mais distante do sol antes de voltar a enfrentar a Terra no final de julho.

No entanto, existe a possibilidade de a mancha solar se dissipar neste momento.

Mas em termos de atividade solar futura, o Centro de Previsão do Clima Espacial espera um aumento significativo à medida que o ciclo atinge o pico.

O ciclo solar 24 viu 49 explosões de classe X e os meteorologistas acreditam que o próximo ciclo será pelo menos tão ativo quanto.

Isso significa que pode haver muitos apagões de rádio e fenômenos muito piores.

E o perigo não é simplesmente uma hipótese…



Sugerimos que você veja também

Tempestade solar de 500 km por segundo pode afetar tecnologia na Terra

Uma poderosa tempestade solar se aproxima que poderia nos fazer retornar à Idade da Pedra

O que a bíblia e os astecas dizem sobre o dia em que “o sol parou”



Você pode imaginar o que aconteceria se o mundo ficasse sem todos os recursos úteis da civilização?
Você pode imaginar o que aconteceria se o mundo ficasse sem todos os recursos úteis da civilização?

A tempestade geomagnética mais poderosa já registrada foi o Evento Carrington de 1859, quando linhas telegráficas eletrocutaram operadores e incendiaram escritórios na América do Norte e na Europa.

Em 2017, uma tempestade solar fez com que o equipamento de rádio amador parasse de funcionar no momento em que o furacão Irma de categoria 5 atingiu o Caribe.

Em 2015, as tempestades solares destruíram os sistemas de posicionamento global no nordeste dos EUA, causando problemas de navegação global.

Em março de 1989, uma tempestade solar em Quebec, Canadá, causou uma interrupção em toda a província que durou nove horas.

As tempestades solares têm sua origem em um ciclo de 11 anos que muda a polaridade do campo magnético do sol.

Os cientistas confirmam que uma poderosa explosão solar de classe X atingiu a Terra, e o pior ainda está por vir
O Sol possui um ciclo de atividade relacionado às mudanças nas linhas de campo magnético ocasionados pelo seu movimento de rotação. Como o Sol não é um corpo rígido, a velocidade de rotação é diferente em cada latitude, efeito chamado rotação diferencial.

As forças magnéticas que atuam no sol “se enredam” durante o processo e podem passar pela superfície, enviando o plasma solar para o espaço sideral e potencialmente desencadeando tempestades na Terra.

Os especialistas da área preveem que os apagões causados ​​pelo clima espacial podem afetar até 66% da população, com perdas econômicas que atingiriam bilhões por dia.

E se uma tempestade do tipo Carrington Event chegasse hoje, provavelmente nos mandaria de volta à idade da pedra, na melhor das hipóteses.

E você caro(a) amigo(a) está preparado para as próximas tempestades solares?

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Deixe um Comentário