A NASA avisa que vários asteroides enormes se aproximarão da Terra em janeiro de 2022

A NASA avisa que vários asteroides enormes se aproximarão da Terra em janeiro de 2022

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Com o ano de 2021 chegando ao fim, várias pessoas aguardam ansiosamente mais surpresas para o novo ano…

Em relação a essas surpresas, a revista digital Inverse informou que, em janeiro de 2022, haverá um asteroide que passará próximo à Terra.

O referido asteroide é uma pequena rocha espacial do tamanho de um ônibus que pode representar uma ameaça para a Terra.

Além disso, este objeto espacial, denominado asteroide 2014 YE15, tem um diâmetro de quase 13 metros.

NASA implanta novo sistema de monitoramento de asteróides
Imagem representativa.

Comparado com outros asteroides que passaram pelo nosso Sistema Solar, este asteroide é um pouco menor. No mês passado, três enormes asteroides passaram pela Terra.

Em relação aos seus tamanhos, estes tinham semelhanças com os edifícios mais altos do mundo, o Burj Khalifa em Dubai, a Torre Eiffel em Paris e quase o dobro do tamanho da Grande Pirâmide de Gizé no Egito.

Enquanto isso, o asteroide 2014 YE15 passará mais perto da Terra em 6 de janeiro, a 7.400.000 quilômetros, o que é cerca de 19 vezes a distância entre a Terra e a Lua, que é de 380.000 quilômetros.

Este asteroide pertence aos asteroides Aten, que gira em torno do Sol entre a Terra e Mercúrio.

O asteroide 2014 YE15 é perigoso?

Asteroides que se aproximam perigosamente da Terra são monitorados pela NASA.

NASA simulou a chegada de um asteróide à Terra
Imagem representativa.

Por meio do programa Near-Earth Object da NASA, ele compila uma lista de asteroides que passam pelo nosso Sistema Solar e analisa a possibilidade de cada um colidir com a Terra nos próximos 100 anos.

De acordo com a NASA, um asteroide que se aproxima de 7,4 milhões de quilômetros e mede mais de 150 metros é considerado um objeto potencialmente perigoso.

No entanto, devido ao seu tamanho, o asteroide 2014 YE15 não é considerado um objeto perigoso e não representa nenhum dano à Terra na sua distância atual.

No entanto, isso não significa que asteroides desse tamanho possam criar uma devastação catastrófica se atingirem a Terra.

Em 1908, uma rocha espacial de 36 metros de largura colidiu na atmosfera sobre a Sibéria a uma velocidade de cerca de 53.000 quilômetros por hora e explodiu no céu.

EarthSky explicou que este incidente, conhecido como explosão de Tunguska, teve uma força comparável às 185 bombas de Hiroshima. Ele achatou cerca de 80 milhões de árvores em 2.150 quilômetros quadrados.

Outros asteroides que passarão pela Terra

Mas se nos livrarmos do 2014 YE15, a NASA também afirmou que existem dois outros asteroides que as pessoas deveriam conhecer.

NASA simulou a chegada de um asteróide à Terra
Imagem representativa.

Em 7 de janeiro, o asteroide API de 2020 que é do tamanho comparável a um carro também se aproximará da Terra. Este asteroide mede 4 metros, enquanto sua abordagem mais próxima da Terra será de 1.730.000 quilômetros.

Por outro lado, o asteroide 2013 YD43 se aproximará da Terra em 11 de janeiro. O asteroide em questão tem aproximadamente mais de 100 metros de tamanho e é comparável ao tamanho de um edifício.

Sua abordagem mais próxima da Terra será de 5.600.000 quilômetros.

2022 o ano dos asteroides?

Parece que 2022 será o ano dos asteroides. Além das mencionadas acima temos outra grande rocha espacial que causou um grande rebuliço em 2021.

A NASA anunciou uma data para um grande impacto de asteroide no início deste ano: 5:34 AM (Hora de Brasília) em 6 de maio de 2022.

Através do Sentry, um sistema de monitoramento de colisão, a NASA observou exaustivamente o asteroide ‘2009 JF1’, classificado como Near Earth Object (NEO), o que significa que está perto o suficiente para ser considerado uma ameaça.

NASA simulou a chegada de um asteróide à Terra
Imagem representativa.

O sistema classifica os asteroides com base em seu tamanho, velocidade, dimensões e por ano em que é provável que ocorra um impacto.

Alguns asteroides e cometas seguem caminhos orbitais que os trazem muito mais perto do Sol do que o normal e, portanto, da Terra”,

explicou a NASA em um comunicado.

A agência espacial detectou através do Sentry em 2009 e estima que tenha cerca de 13 metros de diâmetro. Os especialistas acreditam que o impacto poderia causar uma explosão equivalente a 230 quilotons de TNT.

No entanto, outros consideram que o tamanho real seria de 130 metros de diâmetro, semelhante ao tamanho da Grande Pirâmide de Gizé.

E depois que vários meios de comunicação confirmaram o impacto, as negações vieram, incluindo os verificadores de “notícias falsas“.

Asteroides e meteoritos estão definitivamente em sintonia com os tempos.
Imagem representativa.


Sugerimos a leitura das seguintes matérias

Asteroide maciço semelhante ao do evento de Tunguska está se dirigindo para a Terra

Asteroide que acabou com os dinossauros também pode ter enviado seus ossos para a lua

NASA avisa que o asteroide Bennu provavelmente atingirá a Terra



E, temos as várias agências espaciais trabalhando para desenvolver missões para ‘atacar’ esses asteroides que representam uma ameaça ao planeta e desviá-los de sua trajetória, é o caso da espaçonave DART, que foi lançada em órbita com sucesso no início da manhã de 24 de novembro de 2021 com o único objetivo de colidir com Dimorphos, um dos asteroides mais perigosos para a Terra devido às suas características.

65803 Didymos foi descoberto no dia 11 de abril de 1996, pelo astrônomo Joe Montani como parte do programa Spacewatch através do Kitt Peak
Didymos foi descoberto no dia 11 de abril de 1996, pelo astrônomo Joe Montani como parte do programa Spacewatch através do Kitt Peak.

E como se não bastasse, em maio de 2021, durante a Sétima Conferência de Defesa Planetária, a NASA simulou a chegada de um asteroide à Terra para verificar a possibilidade de detê-lo em até seis meses após sua descoberta.

A simulação começou com a data hipotética de 19 de abril de 2021, o dia em que o asteroide denominado “2021 PDC” foi descoberto.

Segundo dados do JPL Sentry e do sistema CLOMON, o objeto teria impacto no dia 20 de outubro de 2021, apenas seis meses depois.

O ponto exato de impacto do “2021 PDC” seria a Europa ou o Norte da África. Especificamente, as fronteiras entre a Alemanha, a República Tcheca e a Áustria se tornarão pontos de influência.

Confira a lista de asteroides próximos da Terra clicando aqui!

O que você amigo(a) leitor(a) acha da “chuva” de asteroide de 2022:

Alarme desnecessário ou ameaça real?

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Universo dos Mistérios Ocultos(clique para abrir)

A Chave dos Mistérios Ocultos
Catástrofes

Deixe um Comentário