Os cientistas constroem uma célula artificial que cresce e se replica como uma natural.

Cientistas constroem uma célula artificial que cresce e se replica como uma célula natural

Uma equipe de cientistas criou um organismo sintético unicelular que se divide e se multiplica como se fosse uma célula natural.

A descoberta pode um dia ajudar os pesquisadores a construir minúsculos computadores e minúsculas fábricas de produção de medicamentos, tudo a partir de células sintetizadas.

Claro, esse futuro provavelmente não se tornará realidade por muitos anos.

Elizabeth Strychalski, líder do Grupo de Engenharia Celular do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST), disse em um comunicado:

Há muitas maneiras de este próximo século de biologia mudar potencialmente nossas vidas diárias para melhor.”

Por exemplo, Strychalski e seus colegas planejam projetar sensores vivos que podem fazer medições de seus ambientes circundantes, monitorando a acidez, temperatura e níveis de oxigênio nas proximidades.

Cientistas constroem célula artificial

Uma versão mais antiga de uma célula mínima, chamada JCVI-syn3.0, não se dividiu normalmente. Esta micrografia mostra como a célula se dividiria em células-filhas de muitos tamanhos diferentes.

Os cientistas constroem uma célula artificial que cresce e se replica como uma natural.
Imagem representativa.

Essas células sensoras também podem ser fabricadas para produzir produtos específicos, como drogas, e podem ser colocadas dentro do próprio corpo humano.

Strychalski disse:

Uma visão é que quando a célula detecta um estado de doença, ela pode tornar esse estado terapêutico e, quando o estado de doença for mais longo, elas podem parar de fazê-lo.”

Outras células podem ser cultivadas em laboratório e usadas para produzir alimentos e combustíveis de forma eficiente, enquanto outras podem ser feitas para desempenhar funções computacionais em escala molecular,”

acrescentou Strychalski.

Mas, novamente, todas essas são visões para o futuro. Para chegar lá, os cientistas devem desvendar os mistérios da célula em um nível fundamental antes que possam manipulá-la em seus organismos sintéticos.

No novo estudo, Strychalski e seus colegas deram um passo em direção a esse objetivo, publicando seus resultados em 29 de março na revista Cell.

Eles começaram com uma célula sintética existente chamada JCVI-syn3.0, que foi criada em 2016 e contém apenas 473 genes, informou a Scientific American.



Confira:

Estudante de física demonstra que a viagem no tempo é possível sem paradoxos

Estudo revela: Depois da morte, você tem a consciência de estar morto!

Os cientistas descobriram fragmentos de outro mundo dentro da terra



Cientistas constroem célula artificial

Essa célula básica foi criada a partir da bactéria Mycoplasma genitalium, um micróbio sexualmente transmissível, que os cientistas retiraram de seu DNA natural e o substituíram por seu próprio DNA projetado.

Uma versão mais antiga de uma célula mínima, chamada JCVI-syn3.0, não se dividiu normalmente. Esta micrografia mostra como a célula se dividiria em células-filhas de muitos tamanhos diferentes.
Uma versão mais antiga de uma célula mínima, chamada JCVI-syn3.0, não se dividiu normalmente. Esta micrografia mostra como a célula se dividiria em células-filhas de muitos tamanhos diferentes.

Ao criar o JCVI-syn3.0, os cientistas queriam saber quais genes são absolutamente essenciais para uma célula sobreviver e funcionar normalmente e quais são supérfluos.

Mas enquanto JCVI-syn3.0 poderia construir proteínas e replicar seu DNA sem problemas, a célula minimalista não poderia se dividir em esferas uniformes.

Em vez disso, ela se dividiu aleatoriamente, produzindo células-filhas de muitas formas e tamanhos diferentes. Strychalski e sua equipe decidiram resolver esse problema adicionando genes de volta à célula encolhida.

Após anos de trabalho, os cientistas produziram JCVI-syn3A, que contém um total de 492 genes. Eles descobriram que sete desses genes são essenciais para a divisão celular normal.

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…
Notícias

Deixe um Comentário