Um grande asteróide irá impactar a Terra, será como um “Ctrl-Alt-Delete”

No futuro, um grande asteróide semelhante ao que exterminou os dinossauros há 66 milhões de anos, atingirá novamente a Terra.

grande asteroide

Isso foi recentemente advertido pelo professor de ciências Bill Nye durante a Conferência de Defesa Planetária da Academia Internacional de Astronáutica, em Maryland (EUA).

Nye, que também é o atual diretor executivo da Planetary Society, disse que impactos catastróficos como os que ocorreram no final do período Cretáceo não estão limitados ao passado, e acrescentou:

A Terra será atingida por outro grande asteróide, o problema é que não sabemos quando isso ocorrerá. A probabilidade é muito baixa, mas será um evento de consequências muito altas.


FT3, o gigantesco asteróide que poderia destruir a Terra em Outubro

Um asteróide maior que o Empire State Building se aproximará da Terra na próxima semana

NASA realiza exercícios apocalípticos em caso de um possível impacto de asteroides contra a Terra

NASA adverte que um asteroide maior que a grande Pirâmide de Gizé está se aproximando e poderia atingir a Terra


Se isso acontecer, será como um

Ctrl-Alt-Delete”

de tudo.

um grande asteróide semelhante ao que exterminou os dinossauros

No entanto, ao contrário dos dinossauros, não precisamos nos sentar e esperar que a fatalidade caia sobre nós. Em vez disso, podemos fazer algo sobre a ameaça do impacto dos asteróides e devemos começar a nos preparar agora, enfatizou o cientista.

Embora a NASA já tenha detectado quase todos os asteróides (mais de 90%) que representam o maior perigo para a Terra, ainda há um grande número de meteoritos não detectados que podem causar desastres

em nível local”,

disse Nye.


Astrônomos descobrem megaestrutura drenando energia de uma estrela

NASA desliga o rover Curiosity depois de descobrir uma garrafa em Marte

A Nebulosa do Caranguejo atinge a Terra com a maior radiação já registrada

Você sabia que os EUA já tentaram cercar a Terra com agulhas de cobre


Como evitar o impacto com um grande asteróide?

um grande asteróide semelhante ao que exterminou os dinossauros há 66 milhões de anos

O especialista explicou que, se descobrirmos o progresso de um grande asteróide em direção ao nosso planeta, a comunidade internacional terá que unificar suas forças para enfrentá-lo.

Se tivermos tempo suficiente; anos ou, de preferência, décadas, poderemos lançar uma sonda que voa ao lado do asteróide, empurrando-a para fora de seu curso por meio de uma

força gravitacional”.

No entanto, no caso de não ter tempo, teríamos que necessariamente atacar o asteróide usando um ou várias naves para desviar sua trajetória através da força bruta.

Ou poderíamos detonar uma arma nuclear perto da rocha, pulverizando grande parte de sua superfície, uma ação que também modificaria seu curso.

asteróide semelhante ao que exterminou os dinossauros há 66 milhões de anos

Finalmente, o Professor Nye mencionou uma estratégia chamada

Laser Bees”,

que consiste em enviar pequenas naves espaciais para fazer um enxame no asteróide.

Cada um destes focaria um raio laser no mesmo ponto da rocha, pulverizando o material e provocando uma erupção a jato. Este jato atuaria como um tipo de propulsor capaz de colocar o asteróide em outro caminho.

Compartilhe em suas redes!

Comente