Sarcófagos intactos de mais de 2.500 anos começam a ser abertos no Egito

O governo egípcio anunciou a descoberta de uma grande coleção de caixões intactos e bem preservados que datam de 2.600 anos em uma grande necrópole.

Sarcófagos intactos de mais de 2.500 anos começam a ser abertos no Egito

O ministro do Turismo e Antiguidades, Khaled al Anani, informou que os 59 sarcófagos foram encontrados em três fossos na necrópole de Saqqara, perto da famosa pirâmide do rei Djoser.

Os caixões descobertos estão em muito bom estado e ainda conservam as cores originais, garantiu.

Presenciei a abertura de um dos caixões e parece que o corpo foi mumificado ontem”,

disse o curador neste sábado, acrescentando que o processo ainda não terminou porque ainda há camadas de sarcófagos para desenterrar.



Arqueólogos irão abrir um misterioso sarcófago negro apesar das advertências sobre a maldição dos faraós

Inscrições Estranhas Encontradas no Misterioso Sarcófago Negro Gigante

Descoberta antiga necrópole com “mensagem da vida após a morte”

As 10 mais antigas e misteriosas necrópoles do mundo

Cientistas abrem uma múmia em Israel e descobrem que ela não é humana



Sarcófagos nunca abertos

Sarcófagos intactos de mais de 2.500 anos começam a ser abertos no Egito

Quase trinta dos 59 sarcófagos descobertos estavam diante da multidão, cobertos com um pano, depois de permanecer por mais de 2.600 anos sob as areias de Bubasteum, a área do sítio arqueológico de Saqqara dedicado à deusa gato Bastet, fiadora do amor, harmonia e proteção.

Os baús, que ainda conservam a cor séculos depois, pertencem ao Período Tardio e, especificamente, à XXVI dinastia (664-525 aC), a última antes da conquista persa, disse o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, Mustafa Waziri.

Ele próprio, juntamente com o arqueólogo egípcio Zahi Hawass e o ministro do Turismo e Antiguidades, Khaled al Anani, abriu pela primeira vez dois caixões de madeira totalmente lacrados, dos quais emergiram duas múmias cobertas com tecido e ornamentos de ouro em perfeito estado.

O que os caixões contêm

Sarcófagos intactos de mais de 2.500 anos começam a ser abertos no Egito

Acredita-se que esses caixões abrigassem os restos mortais de um grupo de sacerdotes e altos funcionários do período tardio do antigo Egito.

Dezenas de estatuetas também foram desenterradas, incluindo uma de bronze para o deus Nefertum e amuletos.

A coleção estará exposta no Grande Museu Egípcio, que será construído próximo às pirâmides de Gizé, junto com outros três caixões de madeira de 3.500 anos desenterrados da necrópole Al Asasif na cidade de Luxor, segundo o ministro.

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…

A Chave dos Mistérios Ocultos

Você já tem a chave, mas terás a coragem de abrir?

Deixe um Comentário