Uma civilização do tipo 1 da escala – que aproveita 100% da energia acessível de seu próprio planeta.

Quando a humanidade se tornará uma Civilização Tipo I?

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Um novo artigo científico explora nossas atuais limitações energéticas como civilização e chega a uma data no futuro em que receberemos o Tipo I.

Existem várias maneiras de medir o progresso da civilização humana:

Crescimento populacional, ascensão e queda de impérios, nossa capacidade tecnológica de alcançar as estrelas.

Mas uma medida simples é calcular a quantidade de energia que usamos em um determinado momento, á medida que a humanidade se espalhou e avançou, nossa capacidade de aproveitar a energia é uma de nossas habilidades mais úteis.

Assumindo que civilizações em outros planetas podem possuir habilidades semelhantes, o consumo de energia de uma espécie é uma boa medida aproximada de sua proeza tecnológica, esta é a ideia por trás da Escala Kardashev.

Representação gráfica da escala de Kardashev, com níveis de consumo de energia associados.
Representação gráfica da escala de Kardashev, com níveis de consumo de energia associados.

O astrofísico russo Nikolai Kardashev propôs a escala em 1964, ele classificou as civilizações em três tipos:

Planetária, estelar e galáctica.

Uma espécie do Tipo I é capaz de aproveitar a energia em uma escala igual à quantidade de energia estelar que chega ao seu planeta natal.

As espécies do Tipo II podem aproveitar a energia na escala de sua estrela-mãe, e as espécies do Tipo III podem aproveitar a energia de sua galáxia-mãe.

O físico teórico Michio Kaku explica muito bem no vídeo a seguir:

(Obs: O vídeo está em inglês; porém você pode ativar as legendas em português. (clique aqui e veja como fazer))

A ideia foi popularizada por Carl Sagan, que sugeriu uma escala de medição contínua em vez de apenas três tipos.

Então, que tipo de civilização somos nós?

Embora nós humanos usemos uma enorme quantidade de energia, acontece que nem mesmo nos qualificamos como Tipo I, cerca de 1016 Watts de energia solar chegam à Terra em média, e a humanidade atualmente usa cerca de 1013 Watts.

Na escala móvel de Sagan, isso atualmente nos coloca em torno de 0,73, nada mal para um grupo de primatas evoluídos, mas levanta uma questão interessante.

Quando podemos nos tornar Tipo I?

Esta questão é estudada em um artigo publicado recentemente no arXiv, o documento analisa as três fontes primárias de energia:

Combustíveis fósseis, nucleares e renováveis, e calcula seu potencial de crescimento ao longo do tempo.
Esfera Dyson: Uma concha esférica de tamanho astronômico em torno de uma estrela, o que permitiria que uma civilização do Tipo II aproveitasse ao máximo a luz e a energia térmica da estrela.
Esfera Dyson: Uma concha esférica de tamanho astronômico em torno de uma estrela, o que permitiria que uma civilização do Tipo II aproveitasse ao máximo a luz e a energia térmica da estrela.

Por um lado, chegar ao Tipo I parece bem fácil, basta fazer da produção de energia nossa principal prioridade e chegaremos lá no final, mas cada tipo de fonte de energia tem suas limitações.

Em um caso extremo, como queimar cada grama de combustível fóssil que pudermos, isso poderia levar a um nível de mudança climática que poderia acabar com todos nós no chamado Grande Filtro, e obviamente não podemos nos tornar uma civilização Tipo I se estamos extintos.

A equipe de pesquisa, portanto, adotou uma abordagem mais sutil, analisando as limitações físicas de cada tipo de fonte de energia e comparando-as com a necessidade de limitar as mudanças climáticas e os níveis de poluição, conforme descrito na Convenção-Quadro das Nações Unidas.



Sugerimos a leitura das seguintes matérias

Uma civilização extraterrestre avançada criou uma rede de transporte através de buracos de minhoca pelo espaço?

Astrônomos do Vaticano descobrem novo e misterioso objeto em nosso sistema solar

UFO fica próximo ao Sol por pelo menos 57 dias

Cientistas alertam que logo uma poderosa explosão solar pode causar o apocalipse da internet



Uma civilização do tipo 1 da escala – que aproveita 100% da energia acessível de seu próprio planeta.
Uma civilização do tipo 1 da escala – que aproveita 100% da energia acessível de seu próprio planeta.

Eles descobriram que, mesmo com limitações realistas, é possível que a humanidade atinja um nível Tipo I, a desvantagem é que não atingiremos esse nível até pelo menos 2371, isso não é necessariamente uma coisa ruim.

A Escala Kardashev é uma ferramenta muito poderosa para medir a escala da tecnologia humana, embora as civilizações avançadas exijam uma quantidade significativa de energia, vimos avanços na computação de baixo consumo e o aumento da eficiência nos permite diminuir ou achatar nosso consumo de energia à medida que continuamos avançando tecnologicamente.

Por esta razão, e além do que o estudo mostra sobre como poderíamos nos tornar uma civilização do Tipo I, podemos estar verdadeiramente avançados quando percebemos que não é necessário.

Você pode ver todo o artigo(em inglês) aqui!

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

O Mundo dos Mistérios Ocultos(clique para abrir)

A Chave dos Mistérios Ocultos
Curiosidades

Deixe um Comentário