Os cientistas calculam a data exata e o local do impacto do asteroide Apophis

Você sabe que não é uma boa notícia quando a NASA diz que existe a possibilidade de uma rocha espacial impactar o planeta Terra.

O impacto seria igual a 880 milhões de toneladas de TNT.

O asteroide que pode atingir a Terra e é maior que a Torre Eiffel é chamado Apophis(clique para mais informações), em homenagem ao deus egípcio do caos.

Sua trajetória mostra que ele vai percorrer cerca de 31.000 km de distancia da Terra e existe a possibilidade de passar perto de sua superfície.

Para colocar em perspectiva, pode-se prever que o asteroide passará sob os satélites de comunicação e meteorológicos em órbita, viajando a mais de 40.000 km/h quando passar pela Terra.

E se o asteroide de 27 bilhões de kg atingir a Terra, ele poderá criar uma cratera com 1,6 km de largura e 518 metros de profundidade. O impacto seria igual a 880 milhões de toneladas de TNT.

Tudo muito perturbador, certo?

No entanto, a única pessoa que não está preocupada é o fundador da SpaceX, Elon Musk, que já anunciou que se um asteroide massivo atingir a Terra, não seremos capazes de fazer nada a respeito.

Mas agora um grupo de cientistas calculou a data do impacto.


NASA adverte que um asteróide gigante pode atingir a Terra no dia seguinte ao Natal

Um grande asteróide irá impactar a Terra, será como um Ctrl-Alt-Delete

A verdade escondida sobre asteroides que ameaçam a terra

De onde vem os asteroides que podem ameaçar a Terra


O verdadeiro perigo de Apophis

os perigos reais desse corpo espacial assassino não foram previstos.

A NASA, há muito tempo alerta que o Apophis é um asteroide potencialmente perigoso encontrado em nosso sistema solar.

Embora a agência espacial dos EUA tenha previsto as chances de uma colisão de quatro em um milhão durante sua quase passagem em 2036, alguns teóricos da conspiração acreditam que os perigos reais desse corpo espacial assassino não foram previstos.

Conforme relatado pelo jornal britânico Daily Express, o cientista Michael Horn revela que a NASA está completamente errada ao estudar a trajetória do asteroide Apophis, e argumenta que uma possível colisão com os riscos de rochas espaciais pode ocorrer nos próximos dez anos.

Horn diz que o asteroide pode impactar nosso planeta em uma área entre o Mar do Norte, o Oceano Atlântico e o Mar Negro, localizado entre a Europa Oriental e a Ásia Ocidental.

Apophis atingirá a Terra em 13 de abril de 2029 ou abril de 2036, se não se desviar”,

disse Horn ao Daily Express.

“Apophis, com certeza, impactará a Terra entre o Mar do Norte e o Mar Negro em 13 de abril de 2029, menos de 10 anos ou em 13 de abril de 2036.

Tenho muitas informações que juntamos até hoje com mais de 250 exemplos específicos do que eu gosto de chamar de informações científicas profeticamente precisas da fonte”.

Horn também afirmou que o ex-engenheiro aeroespacial da NASA; Matthew Wieczkiwwicz e o matemático Harry Lear são membros-chave de sua equipe de pesquisa.

Controvérsia científica

apophys impacto do asteróide - Os cientistas calculam a data exata e o local do impacto do asteróide Apophis

Em 2013, a NASA calculou que Apophis não afetaria a Terra. Eles descartaram a possibilidade de um impacto em 2036.

Consideraram que as probabilidades de impacto da grande rocha espacial são menores que uma em um milhão; portanto, o único interesse é puramente científico.

Mas também deixaram claro que em 13 de abril de 2029, a passagem do asteroide Apophis entrará na história devido à proximidade do objeto do nosso planeta.

Pode ser observado com telescópios ópticos e radar. Com observações de radar, eles podem verificar sua área superficial de alguns metros de tamanho.

A NASA nos protegerá usando uma arma de defesa planetária?

A NASA constantemente nos diz que não devemos nos preocupar com o perigo dos asteroides, mas há anos desenvolve uma arma de defesa planetária para proteger a Terra das ameaças do espaço.

Peça com 570 kg do meteorito foi retirada de lago próximo de Chelyabinsk. Corpo celeste atingiu região central da Rússia em fevereiro de 2013
Peça com 570 kg do meteorito foi retirada de lago próximo de Chelyabinsk. Corpo celeste atingiu região central da Rússia em fevereiro de 2013

O principal objetivo desta arma é desviar os asteroides de sua trajetória original de rota de colisão, para que esses corpos espaciais passem rapidamente pela Terra sem desencadear um verdadeiro apocalipse.

No entanto, alguns especialistas acreditam que esta arma de defesa planetária não funcionará quando se trata de combater grandes asteroides como o Apophis.

Segundo esses especialistas, bombardear o asteroide é a única maneira de proteger a Terra se corpos espaciais gigantes se aproximarem. Mas atacar os asteroides causará uma chuva radioativa que causará outro tipo de devastação.

E você caro leitor acha que Apophis acabará impactando nosso planeta?

Comente