O dedo mumificado de 38 centímetros de comprimento pertencia aos Nephilim

O dedo mumificado de 38 centímetros de comprimento pertencia aos Nephilim?

Compartilhe esta matéria...
A descoberta de um dedo mumificado de 38 centímetros no Egito gerou polêmica e especulações sobre suas origens e implicações históricas. Essa descoberta, que remonta a 1988, gerou debate sobre a possível existência de seres gigantes, como os bíblicos Nephilim, que teriam caminhado pela Terra em um passado distante.

Gregor Spörri, empresário que teve a oportunidade de ver e fotografar este extraordinário artefato, disse que o descobriu graças a um encontro com um ladrão de túmulos no Egito. Apesar dos pedidos de compra, o proprietário do artefato recusou-se a vendê-lo, enfatizando a singularidade e o valor da descoberta. Além das fotos, há também radiografias do dedo e um certificado de autenticidade, o que aumenta ainda mais o mistério da descoberta.

O dedo mumificado de 38 centímetros de comprimento.
Comparação entre o dedo e uma nota de 20 Piastres.

Em contextos históricos e mitológicos, os gigantes aparecem em muitas tradições e textos, desde os Nephilim bíblicos, passando pelos gigantes da mitologia grega, até lendas sobre múmias gigantes no Peru e esqueletos misteriosos encontrados no Alasca.

Esta descoberta lança nova luz sobre estas histórias, sugerindo a possibilidade da sua fundação histórica.

No entanto, apesar das especulações fascinantes, este artefato permanece um mistério. Alguns cientistas e investigadores permanecem céticos, enfatizando a falta de provas suficientes para confirmar a autenticidade do dedo e a sua origem. A história do dedo cujo dono desapareceu com o artefato só aumenta o mistério da história, deixando-nos algumas fotos e histórias surpreendentes de gigantes do passado.

O dedo mostrado em outro angulo.
O dedo mostrado em outro angulo.

No contexto da investigação, tanto os entusiastas da história extraordinária como os especialistas da área da arqueologia e da antropologia interessam-se pelo dedo e pela sua origem. Apesar da falta de evidências científicas concretas que confirmem a existência de gigantes, esta descoberta estimula a imaginação e incentiva novas pesquisas sobre aspectos desconhecidos da história humana.

Embora a descoberta de um dedo gigante no Egito possa não fornecer provas diretas da existência de gigantes, certamente acrescenta outro capítulo fascinante ao debate sobre civilizações pré-históricas e mitos que podem ter tido base na realidade.



Sugerimos a leitura das seguintes matérias

A verdade por trás das imagens do “gigante no Japão em 1890”

Rockwall, enorme cidade subterrânea pré-histórica com “esqueletos gigantes”

Humanóides gigantes foram registrados em várias montanhas no México

O mistério da rocha equilibrada e sua conexão com “gigantes antigos”



Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

A Chave dos Mistérios Ocultos(clique ou toque para abrir)


Descubra mais sobre A Chave dos Mistérios Ocultos

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

A Chave dos Mistérios Ocultos
Mistérios

Deixe um Comentário