Os astrônomos receberam um sinal extraterrestre de um exoplaneta

Os astrônomos receberam um sinal extraterrestre de um exoplaneta

Existem aproximadamente 1.000 sistemas estelares onde alienígenas podem estar nos observando…
Os astrônomos receberam um sinal extraterrestre de um exoplaneta
Eles são pequenos demais e refletem muito pouca luz para serem observados diretamente com instrumentos astronômicos de uma distância tão grande.

Esses sistemas estelares estão em uma linha direta de visão do nosso planeta e próximos o suficiente de nós para detectar não apenas o planeta Terra, mas também vestígios químicos de vida terrestre.

Mas e se os alienígenas tivessem seu próprio telescópio?

De acordo com os astrônomos, em um raio de 326 anos-luz, existem 1.004 sistemas estelares capazes de detectar a Terra.

Destes, 508 têm ângulos de visão que lhes dariam pelo menos 10 horas de dados observacionais cada vez que a Terra fica entre aquele local e o sol, condições ideais para detectar nosso pequeno planeta rochoso e sinais de vida em sua atmosfera.

Tudo isso nos mostra que pode ser que outras civilizações nos estejam observando há muito tempo.

Mas agora é o momento do contato…

Sinal extraterreste confirmado!

Uma equipe internacional de cientistas recebeu o primeiro sinal de rádio de um planeta além do nosso sistema solar, proveniente de um sistema de exoplanetas a cerca de 51 anos-luz de distância.

Usando o Radiotelescópio de Baixa Frequência (LOFAR) na Holanda, os pesquisadores descobriram explosões de emissão do sistema estelar Tau Bootes, que abriga um planeta gasoso gigantesco que está muito perto de seu próprio sol.

A equipe liderada por pesquisadores da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, também analisou outros possíveis candidatos para emissões de rádio exoplanetárias nos sistemas de constelação Cancer e Upsilon Andromedae.

As ondas indicam a existência de um campo magnético no planeta, que se encontra a 51 anos-luz da Terra.
As ondas indicam a existência de um campo magnético no planeta, que se encontra a 51 anos-luz da Terra.

No entanto, o estudo publicado na revista Astronomy & Astrophysics descobriu que apenas o sistema exoplaneta; Tau Bootes b, mostrou uma assinatura de rádio significativa, uma janela potencial única no campo magnético do planeta.

Apresentamos um dos primeiros sinais de detecção de rádio de um exoplaneta”,

disse Jake D Turner, pesquisador de pós-doutorado em Cornell e coautor do estudo.

O sinal é do sistema Tau Bootes, que contém um sistema estelar binário e um exoplaneta. Defendemos uma emissão do próprio planeta.”

Se confirmada por meio de observações de acompanhamento, essa detecção de rádio abre uma nova janela para exoplanetas e fornece uma nova maneira de examinar mundos alienígenas que estão a dezenas de anos-luz de distância.

De acordo com Turner, observar o campo magnético de um exoplaneta ajuda os astrônomos a decifrar o interior de um planeta e as propriedades atmosféricas, assim como a física das interações planeta-estrela.



Astrônomo Procura no Universo uma Mensagem Codificada por um Deus Criador

Cientistas mostram que o cérebro humano pode ser conectado ao Universo

Vários radiotelescópios recebem um sinal misterioso de nossa galáxia

O maior radiotelescópio do mundo procurará civilizações extraterrestres



O campo magnético da Terra a protege dos perigos do vento solar, mantendo o planeta habitável…

O campo magnético de exoplanetas semelhantes à Terra pode contribuir para sua possível habitabilidade, protegendo sua própria atmosfera do vento solar e dos raios cósmicos e protegendo o planeta da perda atmosférica”,

acrescentou Turner.

Dois anos atrás, Turner e seus colegas examinaram a assinatura de emissão de rádio de Júpiter e escalaram essas emissões para imitar possíveis assinaturas de um exoplaneta distante como Júpiter.

Esses resultados se tornaram o modelo para procurar emissões de rádio de exoplanetas a 40 a 100 anos-luz de distância.

O ano da «Grande Revelação»

Algo está acontecendo fora do nosso mundo…

Não sabemos muito bem o quê, mas tudo parece indicar que sua origem é extraterrestre…

Além do sinal de rádio proveniente do sistema Tau Bootes, também descobrimos que um misterioso sinal de rádio de nosso vizinho estelar mais próximo:

“Proxima Centauri”, está sendo investigado por pesquisadores do Breakthrough Listen Project, uma iniciativa criada para encontrar vida alienígena através de radiotelescópios.

Proxima Centauri está a 4,2 anos-luz da Terra e tem dois planetas confirmados, um gigante gasoso semelhante a Júpiter e um mundo rochoso chamado “Proxima Centauri b” na zona habitável.

Estudar planetas fora do Sistema Solar é um desafio.
Estudar planetas fora do Sistema Solar é um desafio.

O sinal foi detectado pelo radiotelescópio Parkes na Austrália em abril ou maio de 2020, de acordo com um relatório do The Guardian e, ao contrário de rajadas de rádio anteriores, não foi atribuído a nenhuma fonte terrestre ou humana próxima à Terra…

A equipe diz que este é um dos sinais de rádio mais empolgantes desde o sinal ‘WOW!’ Em 1977, que levou muitos a especular que sua origem era de uma civilização extraterrestre.

Resta pouco para o final de 2020 e, como temos dito, este será o ano da “Grande Revelação” extraterrestre.

É só uma questão de tempo para saber a verdade…

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…

Deixe um Comentário