'Poço do Inferno', no Iêmen, abriga 'demônios e gênios', teme a população
Categorias:

Os cientistas não conseguem explicar o poço Barhout, o buraco do inferno do Iêmen

É fato que em nosso planeta existem inúmeros lugares que desafiam toda lógica e racionalidade.

E se temos que falar de lugares misteriosos, a primeira coisa que vem à mente é a Sibéria. Geólogos que trabalhavam em algum lugar da tundra siberiana haviam feito um buraco com cerca de 14 quilômetros de profundidade quando a broca de repente começou a girar violentamente.

Azzacov (identificado como gerente de projeto) pôde observar que o fundo do buraco era oco. Os geólogos supostamente mediram temperaturas de mais de 2.000 graus no poço profundo.

Eles baixaram microfones super sensíveis ao fundo do poço e, para sua surpresa, ouviram os sons de milhares, talvez milhões, de almas sofredoras gritando.

Escute o áudio:

Cientistas, incluindo Azzacov, fugiram do local aterrorizados ao se depararem com tal descoberta, considerada a própria porta do inferno.

Muitos são os céticos que tentaram desacreditar a história, garantindo que embora o poço exista e as temperaturas sejam corretas, os cientistas não ouviram os gritos dos condenados.

Apesar da polêmica, existem muitos mais buracos que confundem a comunidade científica, como o poço de Barhout, no Iêmen.

Portal para o submundo

O Poço de Barhout, também conhecido como “Poço do Inferno” no leste do Iêmen, é uma maravilha natural cercada por mistérios e contos de demônios.

Localizado no deserto da província de Al Mahrah, o buraco gigante tem 30 metros de largura e acredita-se que tenha entre 100 e 200 metros de profundidade.

O folclore local diz que foi criado como uma prisão para demônios, uma popularidade reforçada pelos odores ruins e tóxicos que sobem de suas profundezas.

Porta para o Inferno - assim chamada pelos habitantes locais. Uma cratera com mais de 60 metros de diâmetro e 20 metros de profundidade, está em chamas há pelo menos 40 anos.
Porta para o Inferno – assim chamada pelos habitantes locais. Uma cratera com mais de 60 metros de diâmetro e 20 metros de profundidade, está em chamas há pelo menos 40 anos.

Alguns a chamam de “boca do inferno”.

Na verdade, não queima como o poço de Darvaza, apelidado de “Portão do Inferno”, no deserto do norte do Turcomenistão.

A cratera, de 60 metros de largura e 20 metros de profundidade, está localizada em um campo de gás natural na província de Ahal, no Turcomenistão, que possui a sexta maior reserva do mundo.

Nada se sabe sobre a origem da cratera, mas a teoria mais amplamente aceita envolve uma expedição soviética para explorar o gás. Um geólogo local afirma que o poço pegou fogo em 1971 por medo de emitir gases tóxicos.

Agora está queimando há meio século. Mas o poço de Barhout é completamente diferente…

“Poço do Inferno” do Iêmen

Chris Fogwill, professor de glaciologia e paleoclimatologia da Universidade Keele, acha que é mais provável que seja um sumidouro causado pela erosão do calcário ou pelo movimento de sais geológicos ou salmouras.

Segundo as lendas locais, foi criado para servir como prisão dos demônios, uma superstição reforçada pelo cheiro desagradável que emana de suas profundezas.
Segundo as lendas locais, foi criado para servir como prisão dos demônios, uma superstição reforçada pelo cheiro desagradável que emana de suas profundezas.

Os buracos podem ser causados ​​por várias atividades, incluindo perfuração, mineração ou construção.

A erosão ao redor da borda sugere que não é nova”,

observou Fogwill.

Geólogos iemenitas dizem que não sabem o que há dentro. O poço é considerado um dos locais mais odiados do país, senão o mais, e contém a “pior água do planeta”.

É muito profundo, nunca chegamos ao fundo deste poço porque há pouco oxigênio e não há ventilação”,

disse Salah Babhair, diretor-geral da autoridade de recursos geológicos e minerais Mahra.

Fomos visitar a área e entramos no poço, atingindo mais de 50 a 60 metros de profundidade. Percebemos coisas estranhas por dentro. Também sentimos um cheiro estranho. É uma situação misteriosa.”

Pouco pode ser visto da borda do buraco, exceto os pássaros que voam para dentro e para fora de suas profundezas. As câmeras que procuram close-ups do interior do poço não conseguem capturar nada relevante ou interessante.

A luz solar não se estende muito em sua profundidade e a superstição local diz que objetos próximos ao buraco podem ser sugados para dentro dele.



Veja também:

A “porta para o inferno” na Sibéria continua a crescer em tamanho

Asteroide atinge a Nigéria e causa enorme cratera

Um oleoduto se rompe e “olho de fogo” incendeia o oceano no Golfo do México



Um portal? Um supervulcão? Ou lar de gênios?

Alguns dizem que é um portal, um portal que conecta viajantes a outros reinos ou outras realidades.

Mas especialistas na área dizem que os portais abrem e fecham dezenas de vezes por dia e estão normalmente a milhares de quilômetros da Terra.

Uma maravilha natural do leste do Iêmen cercada de mistério, de histórias de demônios e de espíritos maléficos, o buraco de Barhout, conhecido como o poço do inferno, fascina os geólogos.
Uma maravilha natural do leste do Iêmen cercada de mistério, de histórias de demônios e de espíritos maléficos, o buraco de Barhout, conhecido como o poço do inferno, fascina os geólogos.

Alguns sugerem que o poço é um super vulcão que acabará por entrar em erupção, mas não há evidências científicas.

Ao longo dos séculos, surgiram todos os tipos de histórias de figuras malignas e sobrenaturais conhecidas como gênios ou djinns morando no poço.

Muitos moradores locais ficam incomodados com a presença do enorme buraco, ou até se recusam a falar sobre ele, por medo de azar.

Babhair disse que o poço tinha “milhões e milhões” de anos.

Esses lugares exigem mais estudo e pesquisa”,

explicou Babhair.

Embora a verdade seja que ultimamente os iemenitas têm tido muito azar. O país está envolvido em uma guerra civil desde 2014 entre o governo e os rebeldes Houthi.

'Poço do Inferno', no Iêmen, abriga 'demônios e gênios', teme a população
‘Poço do Inferno’, no Iêmen, abriga ‘demônios e gênios’, teme a população.

De acordo com as Nações Unidas, o Iêmen está sofrendo a pior crise humanitária do mundo, com dezenas de milhares de mortos, milhões de deslocados e dois terços de seus quase 30 milhões de habitantes que dependem de alguma forma de ajuda.

Não sabemos se está relacionado ou não, mas o que sabemos é que o poço é um mistério em si que poucos se atrevem a buscar respostas.

O que você amigo(a) leitor(a) acha do poço misterioso no Iêmen?

Uma formação natural, portal para outra dimensão ou entrada para o submundo?

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Deixe um Comentário