O cadáver parece se mexer, conforme registrado em um vídeo gravado por uma das pessoas que estava no enterro.

Um vídeo mostra o momento terrível quando um cadáver se move dentro de um caixão

Estamos testemunhando um verdadeiro drama mundial…

Caixões aguardando o enterro são alinhados nas igrejas e os corpos daqueles que morreram em casa são mantidos trancados em quartos lacrados por dias enquanto os serviços funerários tentam cuidar de todas as mortes causadas pela pandemia do coronavírus.

As pessoas são enterradas ou cremadas sem qualquer tipo de cerimônia. Os que morrem no hospital morrem sozinhos, com seus pertences em sacolas ao lado dos caixões, antes de serem recolhidos pelas funerárias.

Por exemplo, em Bérgamo, uma das áreas da Itália mais devastadas pelo coronavírus, caminhões do exército foram filmados carregando inúmeros caixões no meio da noite, uma cena assustadora que se repetiu em que está se repetindo em todo o mundo.

E em Guayaquil, Equador, conseguir um enterro digno se tornou uma quimera, onde os serviços de saúde e funerais entraram em colapso devido à rápida disseminação do coronavírus apesar das tentativas do governo de agilizar a coleta de corpos.

Sem dúvida, os momentos em que vivemos serão amargamente lembrados para sempre, fazendo parte da história sombria da humanidade.

Agora, muitos se perguntam o que acontece com a alma daqueles que morreram repentinamente durante a pandemia, sem poderem se despedir de seus familiares e amigos.

A verdade é que especialistas da área nos dizem que a maioria dos falecidos consegue sair de nossa dimensão e ir para o reino espiritual, mas há outros, como já aconteceu nas grandes tragédias, que se recusam a nos abandonar e permanecer como espíritos vagantes.

E talvez esta seja a explicação para o incidente que ocorreu durante um enterro na Indonésia…

O cadáver que se moveu!

O terrível incidente foi registrado durante um funeral na cidade de Manado na Indonésia.

O vídeo mostra parentes e amigos arrasados ​​do falecido enquanto um padre lê as orações durante o enterro.

Mas conforme a câmera dá um zoom no caixão, o contorno sinistro do que parece ser uma mão se movendo sob o painel de vidro do caixão pode ser visto…

Deus disse no livro de João: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem acreditar em mim viverá, mesmo que esteja morto”,

ouve-se o padre dizer no vídeo.

Momentos depois, uma mão parece tocar a tampa do caixão. Aparentemente ninguém percebeu na hora e o enterro continuou como se absolutamente nada tivesse acontecido.

Mas foi após rever as imagens que os familiares observaram atônitos como “algo” se move dentro do caixão.

Sem saber muito bem o que fazer, decidiram fazer o upload do vídeo para as redes sociais, causando comoção em todos que assistiram às imagens.

Rapidamente, alguns disseram que era o espírito do falecido tentando dizer seu último adeus a todos aqueles que o despediam.



O misterioso caso dos caixões que se movem sozinhos

Um homem foge de casa depois de fotografar um fantasma

A foto de um fantasma em um castelo escocês continua sem explicação mais de 10 anos depois

Câmera de segurança detecta uma noiva fantasmagórica em um canteiro de obras na Inglaterra

O fim do grande mistério do corpo de Miranda Eve, morta há 145 anos e perfeitamente conservado!



Porém, surgiu outra explicação muito mais preocupante:

Que estavam enterrando a suposta falecida estava viva e ela tentou pedir ajuda, sem sucesso…

A família do morto estava ao redor do caixão, desrespeitando as determinações para funeiras durante a pandemia do coronavírus, quando o padre leu uma passagem bíblica falando sobre a ressureição.
A família do morto estava ao redor do caixão, desrespeitando as determinações para funérias durante a pandemia do coronavírus, quando o padre leu uma passagem bíblica falando sobre a ressureição.

Deve-se dizer também que esta última explicação está descartada, visto que os presentes não ouviram nem um ruído vindo do caixão.

Apesar das teorias sobrenaturais, os cientistas dizem que o cadáver provavelmente se moveu devido ao rigor mortis:

O endurecimento do corpo classificado como o terceiro estágio da morte.

O jornal britânico The Sun citou um estudo publicado na revista científica Science Alert em 2019, no qual pesquisadores australianos descobriram que um ano após a morte, os cadáveres se moviam “significativamente“.

A investigação foi realizada usando câmeras temporais para registrar cadáveres em decomposição durante um período de 17 meses.

Pesquisadores do Australian Taphonomic Experimental Research Facility (AFTER) usaram as câmeras para tirar imagens aéreas de um cadáver a cada 30 minutos durante o dia.

Eles descobriram que durante todo o tempo, o cadáver continuou a se mover.

Nas redes sociais, onde o vídeo acabou viralizando, muitos internautas cogitaram que o homem ainda estava vivo, enquanto outros argumentaram que se tratava de um rato.
Nas redes sociais, onde o vídeo acabou viralizando, muitos internautas cogitaram que o homem ainda estava vivo, enquanto outros argumentaram que se tratava de um rato.

E pesquisadores da Central Queensland University em Rockhampton, Austrália, descobriram que, sem qualquer “ajuda” externa, que restos humanos podem mudar de posição.

A verdade é que é sempre interessante conhecer a versão cética, mas neste caso particular a ausência de ruído dentro do caixão e o fato de nenhum dos presentes ter visto nada de anormal naquele momento, parecem mostrar que o espírito do falecido ele estava dizendo seu último adeus aos seus entes queridos ainda vivos.

O que você amigo(a) leitor(a) acha do vídeo do caixão?

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…

Deixe um Comentário