“O novo normal”: George Orwell já previa tudo isso no livro: 1984

Ninguém melhor do que George Orwell que poderia prever o que acontece conosco hoje. Seus romances, especialmente ‘Rebelião na fazenda(A revolução dos bichos)‘ e ‘1984’ foram “traduzidos” em premonições assustadoras do que acabou vindo depois.
Fotografia do escritor britânico George Orwell
Fotografia do escritor britânico George Orwell

Se as utopias descreviam um projeto ideal de uma sociedade perfeita e justa, o futuro que Orwell imaginou em ‘1984’ era exatamente o oposto, uma distopia desanimadora que abalou a fé no futuro praticada pelos idealistas do início do século XX.

Os carros não voam, como Philip K. Dick previu, nem a tecnologia reprodutiva foi gerada como Aldous Huxley imaginou. Mas o mundo de 2020 se parece cada vez mais com o criado por George Orwell.

Dos três grandes romances distópicos da história da literatura, seu imortal 1984 não apenas envelheceu bem, mas também serve como um manual de instruções para explicar as engrenagens atuais do populismo, mídia social, nacionalismo obsoleto e precariedade social e intelectual.



Baba Vanga previu o coronavírus e o confinamento da população em todo o mundo

Antigos textos tibetanos previram a pandemia de coronavírus há 2.500 anos

Menino indiano que previu coronavírus em 2019 alerta para nova pandemia

Um livro brasileiro de 2014 previu a pandemia em 2020



Assim, podemos ver em slogans como “A Moral da Vitória” as frases cuspidas pelos alto-falantes de Londres governados pelo Ingsoc, sigla para “socialismo inglês“.

O novo normal George Orwell já previa tudo isso em 1984

A máquina de propaganda posta em movimento pelo comunismo o surpreendeu e aterrorizou.

O culto à personalidade que se rendeu a Stalin foi o molde com que criou o Big Brother de 1984, alguém capaz de tudo ver, de apagar aqueles aspectos do passado que não interessavam e, sobretudo, invadir a mente de seus oponentes por meio de técnicas de tortura e controle mental.

Nesta tentativa de chamar o toque de recolher vitalício de “restrição de movimento noturno“. Ou não admitir que um dia  que as máscaras eram inúteis e poucos dias depois, que eram essenciais.

A situação está se tornando mais repressiva

Reescrever a história era o trabalho de Winston em ‘1984’. Notícias falsas são usadas hoje para controlar a votação. Telas sempre monitoravam cidadãos em 1984. Hoje, nossos telefones celulares parecem saber tudo sobre nós.

O novo normal George Orwell já previa tudo isso em 1984

Estamos testemunhando o ressurgimento de muitos governos totalitários e a busca pelo poder está de volta à moda.

Por trás dos líderes populistas e de seu culto à personalidade – que lembra a onipresença do Big Brother – eles orquestraram planos para nos manipular.

A desinformação é a nova agenda de vários líderes e a verdade parece estar escondida atrás de uma cortina de fumaça.

Como o personagem de Orwell, aquele Winston que avança com olhos cada vez mais lúcidos e incrédulos pela a Londres totalitária e resguardada, devemos abrir os olhos para as cortinas de fumaça da manipulação e das mentiras; a qualquer preço…

O novo normal George Orwell já previa tudo isso em 1984

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…

A Chave dos Mistérios Ocultos

Você já tem a chave, mas terás a coragem de abrir?

Deixe um Comentário