Astrônomos descobrem um misterioso objeto espacial nunca visto antes que emite sinais de rádio a cada 18 minutos e 18 segundos

Astrônomos descobrem um misterioso objeto espacial nunca visto antes que emite sinais de rádio a cada 18 minutos e 18 segundos

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Os astrônomos detectaram um misterioso sinal de rádio no espaço pulsando a cada 18 minutos e 18 segundos por um período de três meses antes de desaparecer completamente, revelando “uma periodicidade incomum” que não havia sido observada antes.

Embora a fonte desse sinal ainda seja desconhecida, os cientistas acreditam que esses pulsos mecânicos podem ser a assinatura rotacional de uma exótica estrela morta, talvez uma anã branca ou um “magnetar” altamente magnetizado, localizado a cerca de 4.000 anos-luz de distância.

Mas não importa o que aconteça, para os astrônomos a descoberta revelará mais sobre os extremos evolutivos que cercam a vida e a morte de estrelas massivas, diz o estudo, publicado quarta-feira na revista científica Nature.

“O fato de se repetir com tanta regularidade – a mesma taxa de precisão de um décimo de milésimo de segundo nos três meses em que estava visível – significa que é muito provável que seja um objeto giratório”,

disse Natasha Hurley-Walker, uma rádio astrônoma do Centro Internacional de Pesquisa em Radioastronomia (ICRAR), que liderou o estudo.

“Períodos orbitais de 18 minutos são possíveis, mas não há modelos que produzam uma emissão de rádio tão brilhante de dois objetos orbitando um ao outro, com tanta precisão, e qualquer pessoa que produza qualquer tipo de onda de rádio também produziria emissão de rádio.”

Além de apresentar um fascinante quebra-cabeça cósmico sobre sua origem, o objeto sem precedentes também pode ajudar os cientistas a entender outros fenômenos misteriosos, como rajadas rápidas de rádio, uma classe de emissão de rádio que até agora desafiou a explicação.

Isso nunca aconteceu antes

A história de como a equipe detectou pela primeira vez essa estranha fonte de rádio é tão interessante quanto o próprio sinal…

Cientistas descobrem um tipo de padrão oculto vindo misterioso sinal espacial

Como parte de um projeto de graduação, Hurley-Walker fez seus alunos revisarem um grande levantamento do céu chamado GaLactic and Extragalactic All-sky MWA eXtended (GLEAM-X) usando o Murchison Widefield Array, um dos radiotelescópios mais sensíveis da Terra…

Como no filme da Netflix “Não olhe para cima”, o coautor do estudo Tyrone O’Doherty, agora estudante de pós-graduação no ICRAR, localizou a fonte de rádio nos dados do GLEAM-X obtidos em março de 2018; mas não os viu nas imagens tiradas alguns meses depois, em maio.

A equipe finalmente rastreou 71 pulsos no total, cada um com duração entre 30 e 60 segundos e exibindo esse período estranhamente característico de 18:18 minutos.

A fonte de rádio, conhecida como GLEAM-X J162759.5-523504.3, foi visível entre janeiro e março de 2018, mas os pesquisadores não conseguiram detectá-la em observações feitas antes ou depois desse período.

Embora o objeto só tenha sido visível aos telescópios por um curto período de tempo, suas características estranhas oferecem algumas pistas tentadoras sobre sua natureza.

Seus pulsos de rádio mostram forte polarização linear, sugerindo a presença de campos magnéticos ordenados. Parece muito brilhante para ser um planeta, e seu perfil de luz sugere que é muito compacto para ser uma estrela normal.

Astrônomos descobrem um misterioso objeto espacial nunca visto antes

Por processo de eliminação, Hurley-Walker e seus colegas acreditam que o objeto seja uma anã branca ou um magnetar, que são restos de estrelas que se extinguiram.

De qualquer forma, GLEAM-X J162759.5-523504.3 seria diferente de tudo visto antes.

Hurley-Walker aponta que a única outra anã branca conhecida a produzir pulsos semelhantes é 10 vezes mais próxima da Terra, mas 100 vezes mais fraca que o objeto recém-descoberto, levantando a questão de por que esses dois objetos mostrariam um brilho de rádio tão drasticamente diferente.

Enquanto isso, todos os magnetares conhecidos giram a uma taxa rápida de menos de 10 segundos, nem perto do período de 18 minutos visto pelo GLEAM-X J162759.5-523504.3.

Qualquer explicação pode oferecer uma clareza sobre os ciclos de vida das estrelas, os mistérios do rádio e outras perguntas sem resposta.



Sugerimos a leitura das seguintes matérias

A Terra é atacada com mais de 1600 pulsos cósmicos em 47 dias

Vários radiotelescópios recebem um sinal misterioso de nossa galáxia

Cientistas descobrem um tipo de padrão oculto vindo misterioso sinal espacial



Por exemplo, alguns cientistas pensam que magnetares de período ultra-longo podem produzir rajadas de rádio rápidas, que às vezes também se repetem em ritmos regulares.

A detecção de um magnetar de período ultra longo pode ajudar a resolver os enigmas das rajadas rápidas de rádio, que é um objetivo importante para os astrônomos.

GLEAM-X J162759.5-523504.3.

Hurley-Walker agora planeja usar o MWA para monitorar constantemente a Via Láctea em tempo real, para que ela e seus colegas possam captar outros transientes de rádio estranhos e imediatamente fazer observações poderosas de acompanhamento.

Mas também há quem acredite que o fato de enviar um sinal a cada 18 minutos e 18 segundos durante um período de três meses não é uma simples causalidade nem é um fenômeno natural, mas sim de origem extraterrestre.

As teorias propostas são naves espaciais movidas a velas solares, uma mega construção espacial, e até que é uma mensagem que já foi recebida aqui na Terra.

A verdade é que até que tenhamos evidências do que poderia ser, nenhuma possibilidade deve ser descartada.

O que você caro(a) leitor(a) acha do sinal misterioso?

É um fenômeno natural ou poderia ser de origem extraterrestre?

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

O Mundo dos Mistérios Ocultos(clique para abrir)

A Chave dos Mistérios Ocultos
Mistérios

Deixe um Comentário