Jornalista canadense divulga imagens de coágulos de sangue nunca antes vistos aparecendo em 50-70% dos mortos

Jornalista canadense divulga imagens de coágulos de sangue nunca antes vistos aparecendo em 50-70% dos mortos

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Durante meses, agentes funerários, embalsamadores e patologistas de todo o mundo encontraram estranhos coágulos nos corpos dos mortos.
Um jornalista canadense decidiu desvendar o que acontece, pois os relatórios coletivos de incidentes mostram que a situação parece estar ficando fora de ordem.

Matthew Horwood, da Western Standard, chocou os usuários do Twitter nos últimos dias com os resultados de sua investigação sobre embalsamadores na província de Ontário.

“Estes não são coágulos sanguíneos normais. É quase como se fosse tecido e não coágulos de sangue”,

Disse um deles.

“Primeiro, encontramos coágulos em apenas 10 a 15 por cento dos corpos. Hoje eu teria sorte de encontrar corpos sem coágulos”.

Horwood twittou que havia falado com outro embalsamador de Ontário que encontra esses coágulos estranhos em quase todos os cadáveres com os quais ela entra em contato.

“Lembra-me um parasita, pois sempre há um coágulo que parece se alimentar dele”,

Disse o embalsamador.

O repórter adicionou algumas fotos, mostrando esses coágulos, mas seu post foi removido do Twitter.

Coágulos misteriosos aparecem em 50-70% dos mortos

Richard Hirschman, um embalsamador do Alabama com 20 anos de experiência, normalmente viu coágulos sanguíneos nos mortos em 5-10% dos casos. Desde 2021, ele observa coagulação sanguínea anormal em 50-70% dos casos.

“Em 20 anos de embalsamamento, nunca vi essas estruturas brancas e fibrosas no sangue, nem ninguém na minha área.”

Coágulos de sangue nunca antes vistos aparecendo em 50-70% dos mortos
Amostra coletada.

É claro que o processo de automontagem foi acionado nos corpos das vítimas.

Não está claro quais condições em pessoas específicas levaram a um desfecho fatal, e quais estavam ausentes ou em menor grau influenciaram tal processo naqueles que ainda vivem.

Mas a lógica (e a tecnologia de auto-montagem) nos leva à conclusão de que mais uma mudança em algumas condições externas, ou a adição de concentrações mesmo insignificantes de certas substâncias em sua corrente sanguínea (por exemplo, através da nutrição e assimilação de uma pequena quantidade do substância-alvo ou na forma de uma injeção) pode levar à ativação do processo de criação de coágulos.

Print do Twitter deletado.
Print do Twitter deletado.


Sugerimos a leitura das seguintes matérias

A misteriosa relação entre a pandemia de coronavírus, o n° 666 e o ​​anticristo

Índia usará mantra poderoso para curar os infectados por coronavírus

Antigos textos tibetanos previram a pandemia de coronavírus há 2.500 anos



Desde a tecnologia dos biorreatores de ondas, que é projetada para chegar o mais próximo possível de criar condições e processos semelhantes que ocorrem no corpo humano.

O menor impacto no ambiente celular para o crescimento do microrganismo alvo, a menor contaminação, contaminação com um vírus fora do alvo ou pequenas alterações nas condições externas que afetam os recipientes de plástico nos quais os vírus geneticamente modificados recombinantes amadurecem e se multiplicam, levam a resultados finais completamente diferentes.

E se adicionarmos uma influência externa adicional, por exemplo, radiação eletromagnética de alta frequência, mas modelada de acordo com um determinado programa, o resultado na saída de um biorreator de ondas é imprevisível.

Como disse o Dr. Charles Hoffe:

“Em uma única dose da v…, existem 40 trilhões de moléculas de mRNA. O mRNA é alimentado no sistema circulatório: assim, é inevitável que se formem coágulos sanguíneos.”

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

A Chave dos Mistérios Ocultos(clique para abrir)

Luana Seretni
Mistérios

Deixe um Comentário

Skip to content