Constroem o primeiro corpo modular resultando em um ser vivo que não está vivo.

Constroem o primeiro “corpo modular” resultando em um ser vivo que não está vivo

Compartilhe esta matéria...
Um cientista construiu, usando células humanas, o primeiro corpo modular do que é um “ser vivo” que não está vivo.
O estranho desenvolvimento é como um LEGO de peças biológicas que podem ser conectadas umas às outras e é alimentada por tecnologia.

O biólogo Cornelis Vlasman concebe o corpo humano como um sistema biológico LEGO.

E seu sistema clicável de órgãos humanos intercambiáveis está ganhando vida… se você estiver disposto a definir a vida de maneira bem vaga.

E se você estiver disposto a suspender um pouco a realidade. Em um experimento (fictício), Vlasman criou o OSCAR, um ser vivo e orgânico formado por suas próprias células, embora alimentado por tecnologia.

Montagem do corpo modular.
Montagem do corpo modular.

E se ter um sistema humano de bolso feito de material orgânico não fosse interessante o suficiente, o OSCAR é totalmente modular, é aqui que você pode começar a pensar em mundos semelhantes a LEGO, com cada peça intercambiável para criar arranjos exclusivos.

Embora seja um experimento de ficção científica, poderia ter pés (e braços).

No vídeo de alguns anos atrás, recentemente recuperado por Andrei Tapalaga, do Newsbreak, Vlasman mostra como seu módulo cerebral, que é um dispositivo totalmente elétrico, se conecta ao módulo pulmonar.

Cornelis Vlasman.
Cornelis Vlasman.

Os dois começam a interagir imediatamente. Ele adiciona um módulo de rim e, em seguida, conecta dois módulos de membros diferentes que:

“Começam a fazer o corpo se mover”.

À medida que a matéria orgânica começa a se espalhar pela mesa, começamos a nos preocupar com o que OSCAR está fazendo e o que é realmente possível no futuro. Vlasman afirma que este protótipo, com uma corrente sanguínea e sinais nervosos transmitidos pelos conectores, transforma o corpo humano de um sistema fechado em um sistema aberto.

Vlasman disse:

“Se um órgão está doente, pode ser facilmente substituído por um novo. O corpo modular será alterável e adaptável a todos os tipos de situações”.

Corpo modular.
Corpo modular.

Sugere ainda que o corpo pode ser atualizado com um módulo de membro adicional, se desejado.

O experimento demonstra a capacidade da pesquisa com células-tronco de se transformar em tecido humano, ao mesmo tempo em que destaca a interação entre a tecnologia e o corpo humano.

Para o OSCAR funcionar, é preciso muito mais do que células, pois os módulos do experimento de Vlasman requerem um cérebro elétrico para funcionar. Em vez de imprimir órgãos com o objetivo de obter cópias idênticas para peças de reposição, podemos fazer algo totalmente diferente.



Sugerimos a leitura das seguintes matérias

É assim que a inteligência artificial mostra como será as últimas selfies tiradas no fim dos tempos

Engenheiro cria um clone de Jesus com inteligência artificial que emite profecias apocalípticas

Cientistas japoneses criam o primeiro robô estilo ‘Blade Runner’ que pode sentir dor

França dá luz verde aos soldados “Robocop’s reforçados”



Veja o vídeo:

(Obs: O vídeo está em inglês; porém você pode ativar as legendas em português. (clique aqui e veja como fazer))

Talvez transformemos a ficção científica em realidade.

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

A Chave dos Mistérios Ocultos(clique ou toque para abrir)


Descubra mais sobre A Chave dos Mistérios Ocultos

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

A Chave dos Mistérios Ocultos
Notícias

Deixe um Comentário