O cosmonauta russo compartilha um vídeo provando que a Lua é um holograma.

O cosmonauta russo compartilha um vídeo afirmando que a Lua é um holograma

Cada vez mais pessoas defendem a teoria da Terra plana, também chamada de Terra plana.
São pessoas como eu e você, celebridades, músicos e até um clube de futebol inteiro…

Alguns acreditam que nosso planeta é um disco com o Círculo Polar Ártico no meio; outros, que o círculo está sob uma cúpula, acima da qual pode ou não haver uma extensão de água.

Existem também aqueles que afirmam que a Terra é apenas uma de uma série de lagoas em uma vasta extensão de gelo; enquanto alguns sugerem que a Terra existe sob quatro anéis cósmicos dentro de um universo gigante em forma de ovo.

Alguns físicos, incluindo o falecido Stephen Hawking, estão convencidos de que vivemos em um holograma gigante, uma mera ilusão com imagens tridimensionais.

Alguns cosmologistas argumentaram que não é inconsistente, pelo menos matematicamente, imaginar que todo o universo como o conhecemos poderia ser simplesmente uma simulação de computador, como no filme Matrix“.

E talvez um cosmonauta implacável tenha encontrado evidências de que a Lua é uma projeção.

A lua é um holograma

Imagens incríveis registradas pelo cosmonauta russo Sergei Kud-Sverchkov na Estação Espacial Internacional (ISS) mostram que a Lua parece esvaziar à medida que desaparece atrás do horizonte.

No vídeo, a Lua distorcida começa a mudar lentamente de forma e parece desinflar lentamente até tomar a forma de uma espécie de omelete ou panqueca e desaparecer no escuro…

Kud-Sverchkov é cosmonauta da Roscosmos (Agência Espacial Federal Russa) desde 2010 e atualmente está a bordo da ISS como engenheiro de vôo.

Ele lembrou que o vídeo foi gravado à noite, então o horizonte da Terra fica invisível nas imagens. No fundo preto sólido, a silhueta da Terra se mistura com o céu escuro e a Lua parece derreter e se dissolver.

Segundo o cosmonauta, que chegou à ISS em outubro de 2020, é assim que se parece o pôr do sol orbital da lua cheia quando visto do espaço.

O cosmonauta russo explicou que; o que realmente acontece no vídeo é que a lua desaparece lentamente atrás do horizonte da Terra e as distorções são causadas pela atmosfera do nosso planeta.

Esta luz se curva ao cruzar os dois meios diferentes do espaço e da atmosfera da Terra, fazendo a Lua parecer como se tivesse mudado de forma, em seu caminho no horizonte da Terra, visto da Estação Espacial Internacional.

Este incrível fenômeno cósmico é conhecido como ‘pôr do sol orbital da Lua’.

É assim que se parece um pôr do sol na lua cheia visto do espaço”,

tuitou Kud-Sverchkov.

Muitas pessoas iram fazer essa pergunta:

Por que a lua é tão plana?

E onde ela desaparece?

A resposta é bastante simples:

Antes que a Lua desapareça atrás do horizonte, sua luz refletida passa pela atmosfera da Terra e é distorcida.”



Confira:

A ISS registra um esquadrão de OVNIs escondidos nas nuvens e a NASA corta o sinal

Estudante de física demonstra que a viagem no tempo é possível sem paradoxos

Astrônomos descobrem uma ‘mini lua’ que orbita a Terra por 3 anos



A explicação de Kud-Sverchkov não impediu alguns de afirmar que o vídeo era uma evidência irrefutável de que a Lua é um holograma.

Os que acreditam nesta teoria dizem que nosso “satélite natural” foi criado pelo governo dos Estados Unidos e mantido por uma série de satélites não registrados no espaço que alimentam a projeção do grande objeto.

Mas antes de descartar todas essas teorias, você precisa saber que alguns físicos acreditam que o universo em que vivemos poderia ser um holograma.

A ideia não é que o universo seja algum tipo de simulação falsa do tipo Matrix, mas que, embora pareçamos viver em um universo tridimensional, ele pode ser apenas bidimensional. É o chamado princípio holográfico.

As leis da física parecem fazer mais sentido quando escritas em duas dimensões do que em três.
As leis da física parecem fazer mais sentido quando escritas em duas dimensões do que em três.

O pensamento é o seguinte:

Uma superfície bidimensional distante contém todos os dados necessários para descrever completamente o nosso mundo e, assim como em um holograma, esses dados são projetados para aparecer em três dimensões.

Como personagens na tela da televisão, vivemos em uma superfície plana que parece ter profundidade.

Pode parecer absurdo. Mas quando os físicos presumem que isso seja verdade em seus cálculos, todos os tipos de grandes problemas físicos, como a natureza dos buracos negros e a reconciliação da gravidade e da mecânica quântica, tornam-se muito mais simples de resolver.

Em suma, as leis da física parecem fazer mais sentido quando escritas em duas dimensões do que em três. Mas isso não acaba tudo, já que um estudo publicado em 2014 sugeriu que todo o nosso universo poderia ser holográfico.

Os cientistas procuraram usar o princípio para encontrar uma semelhança entre os campos díspares da física quântica e da teoria gravitacional.

Em nosso universo, essas duas teorias normalmente não se alinham:

Elas predizem resultados diferentes com relação ao comportamento de qualquer partícula.

Mas no artigo, os físicos calcularam como essas teorias preveriam o grau de emaranhamento, o estranho fenômeno quântico em que os estados de duas partículas minúsculas podem ser correlacionados de forma que uma mudança em uma partícula pode afetar a outra, mesmo que uma esteja muito longe da outra.

Eles descobriram que, ao ver um modelo específico de um universo plano como um holograma poderiam realmente corresponder aos resultados de ambas as teorias.

E se for confirmado que vivemos em um holograma?

As mesmas leis da física com as quais você tem vivido ao longo da vida parecem permanecer exatamente as mesmas.

O cosmonauta russo compartilha um vídeo provando que a Lua é um holograma.
O cosmonauta russo compartilha um vídeo provando que a Lua é um holograma.

Sua casa, seu cachorro, seu carro e seu corpo continuariam a aparecer como objetos tridimensionais, como sempre. Mas, em um sentido mais profundo, essa descoberta revolucionaria nossa existência em um nível profundo.

E você amigo(a) leitor(a) acha que o vídeo de Kud-Sverchkov prova que o Lua é um holograma?

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…

Deixe um Comentário