Porquê o Japão é Chamado de Pais do Sol Nascente

O nome Japão origina do chinês “Ji-pen” (raiz do sol), uma vez que os antigos chineses acreditavam que o sol nascia nesse país… Em japonês, “raiz do sol” é “ni-hon”, ou Nippon, daí o adjetivo nipônico, designado aquilo que é relativo ao Japão.
O nome Japão origina do chinês Ji-pen raiz do sol, uma vez que os antigos chineses acreditavam que o sol nascia nesse país
O nome Japão origina do chinês Ji-pen raiz do sol, uma vez que os antigos chineses acreditavam que o sol nascia nesse país
Ideograma da palavra

Japão”,

que significa

sol nascente”.

Conhecido como “Terra do Sol Nascente” por sua localização, no extremo leste da Ásia, o Japão é formado por quatro grandes ilhas montanhosas e mais de três mil pequenas…

O Japão fica em zona de frequentes furacões e é exposto a terremotos e erupções vulcânicas por estar situado nos limites da placa tectônica euro-asiática.

Veja também: Clínica secreta de aborto no WhatsApp  –  A loja mais remota do mundo a 300 pés de altura

As 10 mais antigas e misteriosas necrópoles do mundo  –  Em tumba foi encontrado o queijo mais velho do mundo

Como resultado desse domínio, a China tinha uma enorme influência na cultura asiática, compartilhando suas filosofias, suas estruturas políticas, sua arquitetura, sua religião, seus estilos de vestimentas e sua linguagem escrita.

Com uma influência tão poderosa, quando o Japão foi descrito no início de seu desenvolvimento, isso foi realizado a partir de uma perspectiva chinesa.

Assim, quando os chineses olhavam para o leste, na localização do Japão, eles olhavam na direção do amanhecer. Foi assim que eles passaram a chamar o país como o país do sol nascente.

Mas outras histórias também são relatadas sobre a origem desse título.

Acredita-se que os comerciantes portugueses foram os primeiros a levar a palavra “Japão” para a Europa. Marco Polo também ajudou com o seu livro intitulado como “Il Milione” (As viagens de Marco Polo), onde ele descreve suas experiências após sua longa viagem pela Ásia, Pérsia, China e Indonésia, entre 1276 e 1291.

Seu livro foi traduzido em muitas línguas e assim se tornou “Japan”, em Inglês, holandês, alemão e sueco (embora as pronúncias sejam diferentes em cada país), “Japon” em francês, “Japón” em espanhol, “Japão” em português, “Giappone” em italiano, etc.

No momento em que o primeiro embaixador japonês foi enviado para a capital oriental chinesa, da dinastia Han, em 57 d.C., o Japão foi chamado de “Wa” (Wo) , um nome que também designava o povo japonês.

De acordo com relatos contemporâneos chineses, estes primeiros japoneses

se alimentavam de vegetais crus, arroz e peixe. Tinham relações de vassalo-mestre, tinham impostos recolhidos, celeiros provinciais e mercados. Eles também tiveram lutas de sucessão violentas”.

No primeiro século depois de Cristo, um clã, os Yamato, começou a dominar os seus vizinhos, e no século 5 d.C., ele tornou-se um sinônimo de liderança para o Japão.

Como um único governo central surgiu, o Japão seguiu cada vez mais a cultura chinesa, incluindo seus métodos de administração.

Por volta de 600 d.C., o Príncipe Regente do Japão, Shotoku (574-622 d.C.), que era um grande fã da cultura chinesa, introduziu uma grande variedade de influências da China para o Japão. Ele adotou os modelos de Confúcio de classes e etiqueta.

Outras: As surpreendentes igrejas construídas em uma só pedra  –  Um anjo é fotografado nos EUA

O Café com cafeína tem efeitos benéficos no trabalho em equipe  –  O Pão e a Margarina!  –  Os 7 sintomas que antecedem a morte

Shotoku também adotou o calendário chinês, desenvolveu um sistema de estradas similar, construiu numerosos templos budistas, sistema judicial parecido, além de ter enviado estudantes japoneses para a China para estudar o budismo e o confucionismo, estabelecendo relações diplomáticas com aquele país.

Japão já teve vários nomes

O Japão teve muitos nomes durante sua história até se tornar o Nippon, Nihon ou o Japão que conhecemos hoje.

Todos os nomes, oficiais ou não, foram influenciados pela China, onde aparecem em textos históricos e documentos muito antigos.

Conheça alguns dos nomes mais importantes que o Japão já teve:
  • Ōyashima (大八洲)

Significa o Grande país das oito ilhas: Awaji, Iyo (atual Shikoku), Oki, Tsukushi (atual Kyūshū), Iki, Tsushima, Sado, e Yamato (atual Honshu), observe que Hokkaidō, Chishima (Ilhas Curilas) e Okinawa não faziam parte do Japão nos tempos antigos.

As oito ilhas referem-se à criação das oito principais ilhas do Japão pelos deuses Izanagi e Izanami na mitologia japonesa e o número oito acabou se tornando um sinônimo para a palavra “muitos”.

  • Akitsushima (秋津岛) ou Toyo-akitsushima (豊秋津岛)

Toyo significa “abundante”; akitsu significa “libélula”. Portanto “Akitsushima” significa “Ilha das libélulas”.

  • Mizuho (瑞穂)

Se referindo às costas japonesas repletas de plantações de arroz.

  • Toyoashihara no Mizuho no Kuni (豊葦原の瑞穂の国)

E também outros nomes como Ashihara no Nakatsukuni, que significa Terra Central dos Planos Externos (苇原中国), Yashima (八岛) e Shikishima (敷岛).

  • Wa (倭)

Um antigo livro de história chinesa da dinastia Tang chama o Japão de Wa (倭).

O termo significa obediente, dócil, submisso, manso, etc. Embora não fosse um significado ruim, os antigos japoneses, odiavam esse nome porque foneticamente, o som se assemelhava a um termo que significava “anão” ou “pessoa muito baixa”.

  • Wa (和)

Como os japoneses são aceitaram bem o kanji anterior, mais tarde ele foi substituído por 和, cuja pronúncia também é “wa”, porém o significado é paz e harmonia.

  • Yamato (大和)

Yamato foi uma antiga província do Japão, localizada em Kinai, correspondendo à atual província de Nara em Honshū. Esse nome passou a denominar o Japão Antigo até o século 8.

O kanji foi emprestado da segunda versão de Wa (和). Já o Yama é representado pelo kanji (大), que significa Grande, diferente do kanji (山), que embora também se leia Yama, tem outro significado que é “montanha”.

Há também quem se refira a Yamato como “Portal da Montanha”. O nome Yamato também é famoso por ser o nome de um navio de guerra construído pelo Japão no final da década de 1930, para ser usada durante a Segunda Guerra Mundial.

  • Yamatai (邪马台)

Os japoneses na verdade nunca usaram esse termo. Esse termo foi visto em um documento chinês relativo a uma expedição ao Japão. Provavelmente os chineses queriam se referir a palavra japonesa Yamato, mas houve um pequeno equívoco.

  • Nihon ou Nippon (日本)

Os kanjis juntos significam “sol” e “origem”. Esse termo apareceu pela primeira vez durante a dinastia Tang, no final do século 7. Em 605, o príncipe Shotoku, regente do Japão na época juntamente com a Imperatriz Suiko, enviaram uma missão à China com uma carta na qual ele mesmo denominou o Japão como a “Terra em que o Sol nasce”. Acredita-se que após esse episódio, a palavra Nippon tenha se oficializado.

  • Hi no moto (日の本)

Este é um kun’yomi (leitura japonesa nativa) de Nippon / Nihon.

  • Fusō (扶桑)

Fusō ou Fusou era um nome chinês dado ao Japão, cujo significado é “hibisco”, uma planta encontrada amplamente em uma ilha no Pacífico, onde supostamente o sol nascia. O nome “fusou” apareceu pela primeira vez em um livro histórico chinês durante a dinastia Sou, em 960 dC, chamado Fusou Ryakuki.

Além disso, Shotoku é amplamente creditado no Japão pela criação do nome Nippon (“Origem do Sol”) para o país.

Dizem os relatos que o Príncipe, no ano de 607 d.C., na altura da primeira embaixada da dinastia Sui, enviou uma carta ao imperador chinês, Yangdi, que dizia:

do Filho do Céu, na terra onde o sol nasce para o Filho do Céu na terra onde o sol se põe”.

Comente