Foto da famosa autópsia alienígena de 1947

Foto da autópsia alienígena de 1947 em leilão por US $ 1 milhão

Quando se trata de evidências de encontros próximos com alienígenas, os ufólogos e aqueles que acreditam na vida em outros mundos não têm muitas evidências a oferecer.
Geralmente, eles também não são convencidos por fotografias ou vídeos de objetos voadores não identificados. Porém, em 1995, tudo mudou.
Aparentemente do nada, uma fita de vídeo surgiu…

Nela estavam imagens supostamente tiradas de uma autópsia do Exército dos Estados Unidos. Aparentemente, o cadáver examinado era de um alienígena.

Com dezessete minutos de duração e filmado inteiramente em preto e branco, o vídeo mostra claramente um humanoide morto em uma mesa.

O corpo é pálido, com cerca de 1 metro e meio de altura, e tem todas as características de ser ‘cinza’ (incluindo uma boca pequena, uma cabeça grande e grandes olhos negros vítreos).

O vídeo foi supostamente filmado em julho de 1947, logo após o incidente de Roswell. Aparentemente, o alienígena que foi autopsiado foi recuperado dos restos mortais do famoso OVNI que caiu no deserto do Novo México.

Muito se tem debatido sobre essas imagens, com alguns garantindo que se trata de uma autópsia real, enquanto os mais céticos consideram que foi uma montagem muito bem trabalhada.

Controvérsia à parte, uma foto da autópsia alienígena será leiloada em Rarible, o maior mercado descentralizado de NFT.

Alien NFT

Uma imagem vale mais que mil palavras, mas uma foto vale um milhão de dólares?

Foto da famosa autópsia alienígena de 1947
Foto da famosa autópsia alienígena de 1947 que será leiloada por US$ 1 milhão.

Esse é o lance inicial para um quadro negativo do vídeo em preto e branco de 1947, que supostamente mostra um cadáver alienígena na mesa de um médico forense. A imagem vem de uma “autópsia alienígena” que foi gravada em 1947, após a queda do OVNI em Roswell, Novo México.

Testemunhas oculares afirmaram que a criatura estava a bordo do OVNI e morreu no acidente; mais tarde, foi dissecado secretamente pelo governo dos Estados Unidos.

E agora, um quadro do filme da autópsia é leiloado como um token não dispensável, ou NFT, o que significa que o comparador irá adquirir uma sequência de código única que verifica a autenticidade do quadro do filme.

O vencedor também receberá uma imagem física real do filme de autópsia, conforme descrição do leilão.

Nas imagens da autópsia, uma figura humanoide sem vida repousa sobre uma mesa; uma ferida aberta pode ser vista em sua perna direita.

Tem um tronco e barriga arredondados, grandes olhos escuros e uma cabeça que é muito maior do que o crânio humano. Também pode ver pessoas vestidas com roupas de proteção brancas ao redor do “cadáver” e realizar uma dissecção metódica.



Veja também:

Matilda O’donnell Mcelroy: A enfermeira que comunicou um alienígena em Roswell

Astrofísico renomado alerta que alienígenas exterminadores planejam uma invasão ao nosso planeta

Descobriram uma nave alienígena na antártica usando o google maps



De onde veio esse filme?

Rumores de um OVNI em Roswell começaram em 1947, depois que um oficial de informação pública do Exército dos EUA emitiu um comunicado de imprensa descrevendo um “disco voador” acidentado em posse do Exército.

Em 1995, um documentário foi ao ar na Fox Television sob o título “Alien Autopsy: Fact or Fiction”, uma prévia da filmagem desta suposta autópsia do ocupante alienígena do OVNI.

Veja o documentário completo:

(Obs: O vídeo documentário está em inglês; porém você pode ativar as legendas em português. (clique aqui e veja como fazer))

Ray Santilli, um produtor musical e cinematográfico britânico, era o dono do filme…

Santilli disse que adquiriu as imagens em 1992 de um cinegrafista militar aposentado dos EUA durante uma busca de imagens de arquivo para um documentário sobre Elvis Presley.

Embora Santilli argumentasse que o filme era real, os céticos discordaram. E em 2006, um designer de efeitos especiais chamado John Humphreys afirmou que não só criou o alienígena nas imagens da autópsia, mas também apareceu no filme como um dos patologistas.

Outro dos que participaram do suposto engano apareceu em 2017; O cineasta Spyros Melaris disse que filmou as imagens em seu apartamento em Londres, usando uma modelo com de órgãos de animais.

Mas essa estranha história teve mais uma reviravolta

Em 2019, um memorando de 2001 vazou do Instituto Nacional para a Ciência da Descoberta (NIDS), uma organização privada agora extinta para investigar o paranormal e OVNIs.

Supostamente escrito pelo físico do NIDS Eric Davis, o memorando dizia que um ex-cientista da CIA chamado Kit Green avaliou as evidências da autópsia alienígena do incidente de Roswell e disse que as imagens eram reais.

Com uma história tão complicada, não é surpresa que o leilão do filme também tenha passado por uma reviravolta inesperada.

Imagem que supostamente mostra um cadáver alienígena na mesa de um médico forense.
Imagem que supostamente mostra um cadáver alienígena na mesa de um médico forense.

No dia 27 de maio, a licitação da NFT para o filme da autópsia foi colocada à venda na Rarible, quando o leilão sofreu um ataque distribuído de negação de serviço (DDoS), uma enorme quantidade de tráfego gerado artificialmente para bloquear o acesso à web.

A página caiu minutos antes da data marcada para a conclusão do leilão…

Agora há um novo leilão e vai até 30 de maio.

Não é surpreendente que haja muitas pessoas interessadas neste material, especialmente na esteira dos relatórios recentes sobre OVNIs do Pentágono e a possível revelação extraterrestre próxima.

Quanto você amigo(a) letor(a) estaria disposto a pagar por imagens reais de uma autópsia alienígena real?

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

 

Deixe um Comentário