Pesquisadores afirmam que a Arca da Aliança está em uma igreja na Etiópia

Durante séculos, as pessoas tentaram localizar e recuperar os objetos mais sagrados mencionados na Bíblia.
Entre as antiguidades religiosas mais procuradas e cobiçadas está a famosa Arca da Aliança.

Este lendário artefato foi supostamente construído há cerca de 3.000 anos pelos israelitas para guardar as tábuas de pedra nas quais os Dez Mandamentos foram escritos.

As histórias bíblicas descrevem a Arca como grande, do tamanho de uma arca de madeira do século 19, feita de madeira, banhada a ouro e decorada com dois grandes anjos dourados. E isso juntos dois posts inseridos através de anéis em seus lados.

Pesquisadores afirmam que a Arca da Aliança esta em uma igreja na Etiópia
Imagem ilustrativa

A Arca foi ligada a vários dos milagres do Antigo Testamento. Ela foi levada perante os israelitas durante o êxodo e é dito que removeu os obstáculos em seu caminho.

Quando os israelitas atravessaram o rio Jordão para a Terra Prometida, a Bíblia diz que o rio parou de fluir no momento em que os portadores da Arca puseram os pés nele.

E quando eles chegaram a Jericó, eles levaram a Arca ao redor da cidade por uma semana, tocando trombetas até que, no sétimo dia, as muralhas caíram, o que permitiu uma conquista fácil.

Mas em 597 e 586 aC, o império babilônico conquistou os israelitas, e a Arca, que na época era supostamente guardada no Templo de Salomão, desapareceu da face da terra.


* Escultura de 3 mil anos questiona um dos maiores mistérios da Bíblia
* Um novo estudo sugere que manchas de sangue no Santo Sudário podem falsas
Os gregos sabiam da existência dos gigantes bíblicos Nephilins?

Se foi destruída, roubada ou escondida, ninguém sabe.

Ou pelo menos esse tem sido o caso até agora…
A Arca da Aliança está na Etiópia?

A Arca da Aliança está na Etiópia

Desde que desapareceu, tem havido várias teorias sobre onde a Arca seria encontrada, incluindo o Monte Nebo em Israel, sul da África, Etiópia, Egito e até mesmo vários lugares na Europa.

Embora a ideia de que a Arca tenha sido levada para a Etiópia não seja nova, pesquisadores do Instituto de Arqueologia Bíblica, Pesquisa e Exploração (BASE) afirmam ter evidências de seu paradeiro.

Ela estaria escondida na Igreja de Santa Maria de Sion em Aksum, na Etiópia.

O instituto BASE, fundado pelo ex-investigador policial Bob Cornuke e operando em Colorado Springs, EUA, dedica-se a encontrar evidências arqueológicas para provar que os escritos bíblicos são reais.

E de acordo com os estudiosos do instituto BASE, os judeus que fugiram da perseguição teriam viajado milhares de quilômetros por centenas de anos antes de entregar a Arca à Etiópia.

pode ser a verdadeira Arca da Aliança

E a rota da Arca começou aproximadamente em 687 aC, quando o rei Manassés recuperou o trono de Judá. Os sacerdotes teriam levado a Arca do Monte do Templo em resposta à violência e perseguição em Jerusalém.

Os pesquisadores citam versos da Bíblia que parecem revelar que a Arca foi removida do templo no tempo do rei Josias.

Nossa crença é que um sacerdócio levítico puro não teria tolerado a degradação e a contaminação do Templo que contém a Arca da Aliança”,

disse o instituto BASE.

Os judeus teriam trazido a Arca para o antigo Egito e estabelecido uma pequena colônia na Ilha Elefantina.

Escapando perseguição e violência, o grupo teria se movido por volta de 650 aC Além disso, os pesquisadores do instituto BASE afirmam ter evidências de que um templo foi construído de acordo com as dimensões do Templo de Salomão, com a capacidade de abrigar a Arca.

Arca guardada no Templo de Salomão

Parece que o templo foi destruído em 410 aC, não sabendo muito bem porque e então a Arca foi transferida para a África. O instituto BASE conclui que a Arca deveria ter sido carregada pelo Nilo em sua longa jornada à Etiópia.

Antes de chegar ao seu destino final, o misterioso artefato bíblico passou um tempo na ilha de Tana Qirqos, no lago Tana, na Etiópia, onde há evidências de rituais do estilo levítico.

A Arca foi então levada para Aksum por volta de 338 dC, quando o cristianismo conquistou a Etiópia, onde está localizada a Igreja de Santa Maria de Sion.

O instituto BASE descreveu a evidência de que a Arca está na Etiópia como “convincente” e disse que há evidências sólidas para sustentá-la.

Chegamos à conclusão de que a Igreja de Santa Maria de Sion em Aksum, na Etiópia, é o lugar onde uma incrível réplica ou pode ser a verdadeira Arca da Aliança está”,

explicou o instituto BASE.

No entanto reza lenda; que ninguém pode acessar o interior, já que somente um monge pode entrar e quem o tentar terá que enfrentar os guardas treinados para matar com as próprias mãos.

Aparentemente, o monge está confinado na capela, protegendo a Arca até a sua morte, quando outro monge treinado entrará em seu lugar.

E se alguém conseguir recuperar a Arca da Aliança, o que será que vai acontecer?

Especialistas no campo acreditam que Moisés e os israelitas adquiriram uma fonte sobrenatural de energia no Monte Sinai quando receberam os Dez Mandamentos.

A Arca foi ligada a vários dos milagres do Antigo Testamento
A Arca foi ligada a vários dos milagres do Antigo Testamento

Isso porque o interior da Arca continha energia suficiente para amplificar os chifres de Joshua e transformá-los em uma poderosa arma sonora.

Em outras palavras, poderiam encontrar uma incrível arma.

E se isso não acontecer, e a Arca cair em mãos erradas a profecia do fim dos tempos e a chegada do Messias está prestes a acontecer.

E você caro leitor o que acha que acontecerá agora que se sabe que a Arca da Aliança poderia estar na Igreja de Santa Maria de Sion em Aksum, na Etiópia?

Comente