A Estrela de Belém pode ser vista em 21 de dezembro, após 800 anos

A “Estrela de Belém” pode ser vista neste mês de dezembro, após 800 anos

Pela primeira vez em quase 800 anos, Júpiter e Saturno se alinharão no céu em 21 de dezembro, para se tornar o que é conhecido como a “Estrela de Belém”.
A Estrela de Belém pode ser vista em 21 de dezembro, após 800 anos
A Estrela de Belém pode ser vista em 21 de dezembro, após 800 anos.

A última vez que esse raro evento celestial, denominado pelos astrônomos como a “grande conjunção”, foi observado na Idade Média; mais exatamente, 4 de março de 1226.

Agora, todos nós podemos ver como Júpiter e Saturno se aproximam o suficiente para que possamos identificá-los visualmente como uma única estrela, que brilhará em uníssono.

Em 1623, os gigantes gasosos também estavam estreitamente alinhados, mas sua proximidade ao pôr do sol tornava sua visibilidade ruim, relata EarthSky.

GPL-2.0. Júpiter e Saturno se encontram a cada 20 anos, mas em 21 de dezembro eles estarão separados por apenas 0,1 grau, 1/5 do diâmetro de uma lua cheia; portanto, desta vez, a proximidade que ambos os planetas terão será algo particularmente excepcional.

Estrela de Belém: Do que se trata esse fenômeno celestial?

É conhecida como

Estrela de Belém” ou “Estrela do Natal”,

pois costuma ser identificada como a estrela que segundo a tradição cristã guiou os Três Reis Magos até a manjedoura onde Jesus nasceu, sendo um alinhamento composto por Júpiter, Saturno e Venus.

O fenômeno criará um ponto de luz muito brilhante causado pela posição da Terra em relação ao sol.



Pesquisadores decifram a ‘data oculta’ do Apocalipse na Bíblia

Tablet de 3.000 anos prova que um rei bíblico era real

Engenheiro cria um clone de Jesus com inteligência artificial que emite profecias apocalípticas

As Origens Xamânicas das Tradições de Natal

Estudante encontram figuras que podem ser da cidade bíblica de Ziclague



Como e quando a estrela de Belém será vista?

A “Estrela de Belém” pode ser vista em 21 de dezembro de 2020, direcionando a vista para sudoeste, aproximadamente 45 minutos após o pôr do sol.

Renderização mostrando como a conjunção Júpiter-Saturno aparecerá em um telescópio apontado em direção ao horizonte ocidental às 6 PM CST, 21 de dezembro de 2020.
Renderização mostrando como a conjunção Júpiter-Saturno aparecerá em um telescópio apontado em direção ao horizonte ocidental às 6 PM CST, 21 de dezembro de 2020.

Elas será vista como dois pontos de luz no céu:

Saturno, que é mais longe da Terra, será o mais fraco. No entanto, ao longo da semana, ele permanecerá visível.

Você não precisará de um telescópio para observá-lo, o fenômeno celestial pode ser visto em qualquer lugar do mundo, desde que o clima permita.

Portanto, aproveite a oportunidade para desfrutar deste fenômeno astronômico único, já que a próxima vez que essa conjunção ocorrer a uma distância tão próxima será em 15 de março de 2080.

Deixe sua opinião nos Comentários…
Compartilhe com seus amigos…

Deixe um Comentário