O dono da casa real de invocação do mal diz que a casa ainda está assombrada

A dona da casa real de invocação do mal diz que a casa ainda está assombrada

O “Warrenverso”, ou a saga cinematográfica “The Conjuring”, oferece um olhar fascinante sobre a psique coletiva.
O dono da casa real de invocação do mal diz que a casa ainda está assombrada
Capa do 1º filme da franquia Invocação do Mal.

Com base nas vidas dos investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren, a franquia exige que os espectadores invistam em uma visão de mundo governada por dogmas cristãos, onde o bem divino deve combater o mal satânico.

Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio (The Conjuring: The Devil Made Me Do It), a sequência de Invocação do Mal (The Conjuring 2013) e Invocação do Mal (The Conjuring 2 2016), o que é de longe o capitulo mais assustador da série.

A franquia Invocação do Mal(The Conjuring) tem mistura de efeitos sonoros e uma trilha sonora sustentada criam uma atmosfera tensa o tempo todo.

O primeiro filme de “Invocação do Mal (The Conjuring)” é uma obra de ficção excelente e aterrorizante. No entanto, por trás deste filme, uma verdade muito pouco conhecida está escondida.

Atividade paranormal continua…

A casa real do primeiro continua assombrada

Quando você está assistindo a um filme de terror, pode ficar tranquilo sabendo que não é real. Mas para uma família que comprou a casa real de “The Conjuring”, esse não é o caso.

Madison Heinzen ganhou muitos seguidores no TikTok, graças aos vídeos de sua casa em Harrisville, Rhode Island, o local real onde ocorreram os incidentes sobrenaturais do primeiro caso dos Warren.

@madison.heinzen207

More to come soon! 👻 #annabelle #theconjuring #theconjuringhouse #fyp

♬ original sound – Madison Heinzen

A casa de Madison Heinzen, que seus pais compraram em 2019, documentou todos os tipos de atividade paranormal.

Ela também testemunhou eventos inexplicáveis ​​enquanto vivia lá e, em um incidente em particular, afirma ter visto um fantasma.

Isso aconteceu no ano passado, quando eu estava na cozinha”,

explica Heinzen.

Eu estava jantando sozinha e vi alguém correndo ao meu lado. Eu vi com o canto esquerdo do meu olho, e tudo que vi foi um véu e uma saia e ela simplesmente desapareceu no ar. Tudo isso aconteceu em um intervalo de três segundos, e eu fiquei sentada ali com medo total, sem saber o que fazer a seguir.”

Heinzen continua explicando que, quando ela contou a seus pais o que testemunhou, eles a informaram que outras pessoas alegaram que “a viram também”, descrevendo o espírito como uma mulher em um vestido de noiva.

@madison.heinzen207

CONJURING HOUSE TOUR PART 2! 👻 #Annabelle #theconjuring #theconjuringhouse #fyp #housetour

♬ original sound – Madison Heinzen

Os pais de Heinzen, Corey e Jennifer, são investigadores paranormais e compraram a casa de quatro quartos e dois banheiros por $ 439.000 como parte da “história paranormal“.

Construída em 1736, a propriedade, anteriormente conhecida como Old Arnold Estate, está situada em 33 hectares de terreno.

Nos cômodos, à luz do dia, parecia não haver nada de anormal inicialmente. Em seus vídeos, Madison mostrou uma parede da casa que tinha várias assinaturas de pessoas que visitaram o local, incluindo uma série de programas de TV.

Além disso, ela filmou o quarto em que seus pais dormem quando se hospedam por lá o mesmo espaço que foi habitado pelos pais da família que morou lá décadas antes.

“The Warren File: The Conjuring” é baseado nos relatos da vida real da família Perron, que vivia na casa de Rhode Island.

@madison.heinzen207

Conjuring house tour part 3! 👀 #theconjuring #theconjuringhouse #fyp #housetour

♬ original sound – Madison Heinzen

Carolyn e Roger Perron, junto com suas cinco filhas, mudaram-se para a casa durante os anos 1970, onde relataram pela primeira vez eventos pequenos, mas inexplicáveis, dentro da propriedade.

Andrea Perron, a filha mais velha, revelou na ocasião que o dono não lhes revelou a atroz história da casa, que incluía estupro, homicídio e suicídio, e só avisou a família quando entregou as chaves, dizendo:

Deixe ad luzes acesas à noite”.

Não demorou muito para que esses eventos aumentassem, como cama tremendo pela manhã, cheiros de carne podre, uma vassoura movendo-se de um lugar para outro e pequenas pilhas de sujeira que apareceriam após varrer a cozinha.

O filme dirigido por James Wan de 2013 é estrelado por Ron Livingston como o pai, Roger Perron e Lili Taylor como sua esposa, Carolyn Perron.

Os investigadores Ed e Lorraine Warren (interpretados por Patrick Wilson e Vera Farmiga) tentam ajudar a família assombrada pelos espíritos da casa.

Esses são alguns dos supostos antigos moradores da casa.
Esses são alguns dos supostos antigos moradores da casa.

E no ano passado, The Dark Zone, uma nova comunidade online especializada em paranormal, transmitiu por uma semana inteira na casa junto com Corey e Jennifer Heinzen.

A transmissão foi uma oportunidade única de interagir com a família Heinzen em tempo real e atuar como “caçadores de fantasmas” virtuais.

Além disso, durante a transmissão do direto, os usuários informaram à família sobre atividades estranhas que viram na casa.

Também deve ser acrescentado que Norma Sutcliffe, a proprietária até 2019, viveu na casa por 20 anos sem incidentes demoníacos.

Ela disse à mídia que o único “inferno vivo” que experimentou não foi por fantasmas, mas pela onda de intrusos que destruiu sua casa após o lançamento do filme The Conjuring.



Outras Matérias:

A misteriosa casa do demônio de Indiana

Um homem foge de casa depois de fotografar um fantasma

Câmera de segurança detecta uma noiva fantasmagórica em um canteiro de obras na Inglaterra

Encontram um boneco ventríloquo “amaldiçoado” em um rio no México

Encontram um Antigo filme amaldiçoado: Atrum



Foto dos investigadores reais Ed e Lorraine Warren.
Foto dos investigadores reais Ed e Lorraine Warren.

No entanto, pode ser que Norma Sutcliffe estivesse apenas tentando evitar uma reclamação, já que os vendedores tiveram que informar os compradores sobre qualquer atividade paranormal por anos.

Por exemplo, no estado de Nova York, os tribunais anularão a venda de uma casa se o vendedor criar e perpetuar a reputação de que a casa é mal-assombrada e, em seguida, tirar vantagem injustamente da ignorância do comprador sobre a fama fantasmagórica da casa.

Por exemplo, em Nova York se você convidar caçadores de fantasmas de televisão para entrar em sua casa e, em seguida, vendê-la a um comprador que não está ciente dos eventos, um tribunal pode invalidar a venda.

E você amigo(a) leitor(a) realmente acha que a casa de Invocação do Mal é mal-assombrada?

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…
Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Deixe um Comentário