Jacobo Grinberg, o cientista xamã que desapareceu misteriosamente

Jacobo Grinberg, o “cientista xamã” que desapareceu misteriosamente

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Diz-se que ele foi um dos cientistas mais avançados do mundo.

Conhecido por expandir o estudo da consciência para demonstrar a existência de poderes extraordinários nas pessoas. Um dia, porém, ele desapareceu da face do planeta, tornando-se um dos casos mais misteriosos das últimas décadas.

México 1978, provavelmente na parte sul da cidade. Em uma área populosa perto de um mercado, há uma casa comum com uma grande porta que foi cuidadosamente colocada dentro de uma folha de plástico que impede que ela seja vista.

Do lado de fora, há várias pessoas esperando na fila na calçada. Alguns ficam sentados em cadeiras, outros se apoiam em uma muleta para poder andar. Dentro, há várias outras cadeiras com outras pessoas cujas aparências indicam uma deterioração de sua saúde.

Há um segundo ambiente onde a primeira coisa que você nota é um odor fétido, como matéria orgânica em decomposição, mas também há um odor pungente de álcool medicinal. Você também pode sentir o cheiro da cera das velas encontradas em um altar que é a principal fonte de luz da sala.

A testemunha dessa história está sentada na sala, observando cuidadosamente a cena. À sua frente está uma mesa de madeira rústica com um tapete de espuma coberto com plástico transparente. Essa é a sala de cirurgia.

Ao lado dele está uma mulher na casa dos 70 anos sentada em um avental de cozinha. A mulher gentilmente recebe o primeiro paciente e ordena que ele se deite na improvisada sala de cirurgia.

Bárbara Guerrero nasceu na cidade de Parral, no estado mexicano de Chihuahua, por volta do ano 1900.
Bárbara Guerrero nasceu na cidade de Parral, no estado mexicano de Chihuahua, por volta do ano 1900.

A primeira pessoa a ser vista é um menino trazido em uma cadeira de rodas por estar totalmente imobilizado. Um acidente fraturou suas vértebras e rompeu sua medula espinhal.

A conexão neural foi desconectada dos membros e o menino está totalmente paralisado. Os médicos fizeram algumas operações e colocaram algumas barras de metal que tentam apoiar suas costas, mas tudo foi inútil.

Colocam-no de bruços sobre a mesa e a mulher pede o algodão, o álcool e o lençol limpo que cada paciente deve trazer.

Ele limpa um pouco as costas do jovem e imediatamente pega uma enorme faca de caça e faz um corte vertical de cerca de 20 centímetros que emana sangue abundante. Então ele começa a manipular a ponta da faca ao redor das vértebras.

A testemunha está olhando para a enorme incisão aberta que expôs a coluna vertebral. A cena poderia deixar qualquer um tonto porque essa mulher de aparência rústica, sem nenhuma medida asséptica, sem nenhum cuidado e sem anestesia, acaba de abrir as costas para aquele menino que não reclama por ser totalmente paraplégico.

Ela não tem virtualmente nenhuma sensação do pescoço para baixo, mas suas costas foram abertas e ela está sangrando. Porém, essa mulher abre mais o tecido, expondo a coluna até que a fratura seja encontrada.

Barbara Guerrero nasceu em Chihuahua, ao norte do México, e teve diversos aprendizes.
Barbara Guerrero e teve diversos aprendizes.

Ele então pede a um assistente que alcance um pote que poderia muito bem ser geleia ou maionese. Ele estende a mão e tira algo que coloca na coluna desse indivíduo e então com o cabo da faca ele bate e pressiona para entrar.

Em seguida, ele faz um movimento com a mão e a ferida se fecha. Os ajudantes, que são duas ou três pessoas, colocam as mãos para realizar uma operação que chamam de saturação e o menino começa a mexer uma perna.

Por fim, eles o deitam no chão enrolado no lençol que trouxe, e ali ele deve descansar um pouco. Então ele irá para casa e não poderá se mover por três dias até que se recupere.

Esta operação única realizada por uma mulher idosa com problemas de visão pode ser interpretada como uma fraude.

Mas a testemunha que testemunhou muitas operações semelhantes não era outra senão um doutor em psicobiologia do New York College of Medicine; o proeminente Dr. Jacobo Grinberg; e quem faz as operações é Bárbara Guerrero, mais conhecida como “Pachita”, uma Xamã mexicana cuja fama deu a volta ao mundo.

Quem foi Jacobo Grinberg?

Tudo começou há pouco tempo…

Jacobo Grinberg graduou-se pela Faculdade de Ciências da UNAM, onde estudou Psicologia.
Jacobo Grinberg graduou-se pela Faculdade de Ciências da UNAM, onde estudou Psicologia.

Jacobo Grinberg, de ascendência judaico-mexicana, nasceu em 12 de dezembro de 1946 na Cidade do México e, segundo versões de seus parentes, desde muito jovem manifestou interesse pelos fenômenos mentais.

Ele foi um aluno muito notável na Universidade Nacional Autônoma do México onde ele começou a estudar física. Tinha uma base físico-matemática, mas enquanto estava lá ele foi atraído pela psicologia.

Enquanto estudava psicologia, ele se interessou muito por um ramo da psicologia que é a psicofisiologia, que é a parte da neurociência que estuda as bases orgânicas do comportamento humano, Interação mente-matéria, processos psicológicos como comportamento, experiência, consciência.

Seu interesse chegou a tal ponto que ele passou a fazer mestrado nos Estados Unidos e doutorado no New York Medical College, com seus trabalhos sobre eletrofisiologia do cérebro humano.

Ao retornar ao México, Grinberg criou o laboratório de psicofisiologia da Universidade Anahuac, mas uma de suas maiores conquistas viria em 1987, quando fundou o Instituto Nacional para o Estudo da Consciência.

Naquela época, Grinberg já era um cientista reconhecido que fundia a ciência com conhecimentos antigos, como o xamanismo. Um dos seus trabalhos mais reconhecidos neste domínio foi o dos ‘fenômenos milagrosos’, em que acompanhou de perto a obra da curandeira Bárbara Guerrero, conhecida como ‘Pachita’.

Jacobo Grinberg, esquerda - Pachita(Barbara Guerrero), direita.
Jacobo Grinberg, esquerda – Pachita(Barbara Guerrero), direita.

Grinberg formulou a Teoria Sinérgica que mantém a existência de um espaço de energia contínua quase imperceptível para os humanos. Foi graças a essas investigações que começaram a surgir teorias sobre supostos trabalhos que Grinberg teria realizado com a NASA para contato com vida extraterrestre.

Tendo percebido que havia fenômenos mentais que iam além do que poderia ser explicado com a ciência tradicional, Grinberg decidiu investigar esses fenômenos por conta própria. Durante uma reunião com Margarita López Portillo, irmã do então presidente do México, ela perguntou se ele poderia ir em algum momento visitá-la na casa presidencial na Cidade do México.

Aí conhece pela primeira vez Bárbara Guerrero “Pachita”, a convite precisamente de Margarita López Portillo que os apresenta. A conversa causou uma impressão tão agradável em Grinberg que poucos dias depois ele estava na casa de Pachita como testemunha de suas incríveis atuações.

Estas experiências permitiram-lhe publicar o mais popular dos seus livros, “Pachita, Milagro Mexicano”. Na introdução a este trabalho, Grinberg justifica sua publicação desta forma, o que para muitos coloca em risco seu prestígio científico:

Anos atrás tive a sorte de conhecer Pachita; receba seus ensinamentos, compartilhe seu trabalho e acompanhe-a em suas explorações.  Essa mulher extraordinária mudou minha percepção da realidade e me colocou em contato direto com um mundo cheio de magia e poder. Testemunhei uma série de eventos surpreendentes e me forcei a escrever sobre eles com a maior precisão possível. Este livro é o resultado desse trabalho. Descrevo o que vi como aconteceu, sem modificação e com toda a verdade. Pachita foi capaz de fazer milagres modificando o espaço-tempo e a matéria, a ponto de poder materializar objetos, fazer transplantes de órgãos, diagnosticar doenças e curar os enfermos que às centenas vinham pedir ajuda”.

Jacobo Grinberg, no centro com uma barba, em uma mesa redonda nos anos oitenta.
Jacobo Grinberg, no centro com uma barba, em uma mesa redonda nos anos oitenta.

Quando seu trabalho com Pachita culminou em 1988, Grinberg processou sua experiência com o curandeiro mexicano para construir uma de suas teorias mais representativas, a Teoria Sinérgica.

Mais tarde, ele mergulhou no estudo das frequências energéticas manifestadas pelo ser humano durante os estados meditativos, que podem ser mensuráveis e, portanto, verificáveis.

Sua forma revolucionária de abordar cientificamente diversos aspectos dos mundos metafísicos aos quais o ser humano está exposto despertou o interesse das agências militares dos Estados Unidos, que por diversas vezes propuseram a Grinberg trabalhar para elas, invariavelmente recebendo uma recusa do pesquisador.

A Teoria Sinérgica e a Dermo-Óptica

Entre alguns dos estudos liderados por Jacobo Grinberg, havia temas intrigantes em torno da relação da mente com a matéria. As investigações variaram desde a análise e avaliações das habilidades paranormais de feiticeiros, iogues e xamãs, até a possibilidade de treinar crianças com habilidades extra-sensoriais.

A teoria sinérgica reafirma e desafia a física quântica
A teoria sinérgica reafirma e desafia a física quântica.

A telepatia foi outro dos tópicos que mais interessou a Grinberg, entendendo esse fenômeno como a transmissão de informações entre dois cérebros separados no tempo e / ou espaço. Sua teoria sinérgica se refere a um tipo abrangente de matriz holográfica, chamada retículo.

Nesse campo informacional, nada é separado e é uma espécie de éter hiperinformativo que nosso cérebro deve decodificar fios de conhecimento para obter como resultado o que cada um de nós concebe como “realidade”.

Outra teoria original de Grinberg é a que se refere à visão dermo-óptica, que é uma habilidade “extra-sensorial” que o cientista estava trabalhando com crianças mexicanas.

A dermo-ótica consiste em fazer uma leitura sem ter que tocar em absolutamente nada, apenas com os sensores que temos na ponta dos dedos.

De acordo com suas conclusões, as crianças colocaram suas mentes no cérebro de outro ser e leram como alguém arrastando um disco rígido para o computador. Grinberg planejou estender esses estudos com crianças mexicanas para o Tibete, onde planejou realizar alguns workshops com crianças daquela região.



Sugerimos a leitura das seguintes matérias

Inventor do Motor a Água para Veículos Morre Gritando: Eu fui envenenado!!!

A história do médico condenado ao asilo por incentivar a lavagem das mãos em 1847

Jovem inventora desenvolve mecanismo que gera energia a partir das ondas do mar



 O misterioso desaparecimento
Em dezembro de 1994, Jacobo Grinberg desapareceu misteriosamente.
O desaparecimento de Jacobo Grinberg
O desaparecimento de Jacobo Grinberg.

Algo inusitado no pesquisador foi não comparecer aos compromissos que tinha com seus alunos e dois dias antes de embarcar na tão esperada viagem ao Nepal. Ele nem mesmo foi à sua festa de aniversário.

Sua esposa Teresa o desculpou, relatando que ele teve um encontro inesperado em Campeche, o que não parava de surpreender os convidados. As suspeitas começaram quando sua esposa chamou um de seus alunos para encomendar o laboratório, que era precisamente uma tarefa que Grinberg nunca delegaria.

Aqueles que o esperavam, em seu retorno do Tibete na data programada presumiram que sua estada no distante Himalaia teria sido prolongada. No entanto, quando o atraso foi de semanas para meses, as pessoas mais próximas de Grinberg começaram a se preocupar.

Chamadas foram feitas para o Nepal e para a embaixada da Índia, mas nenhum deles obteve resposta sobre seu paradeiro. Não havia nem registro de que o investigador ou sua esposa haviam deixado o México.

Após alertar a polícia e até mesmo contratar investigadores particulares, familiares e amigos pareceram confirmar que o misterioso desaparecimento já era um fato consumado em maio de 1995.

A mídia informou muito pouco sobre o desaparecimento de Grinberg. Aparentemente, o contexto de seus estudos foi tomado como um sintoma de sua excentricidade. Em vez disso, um bom grupo de conspiracionistas, bem como alguns admiradores de seu trabalho, difundem várias teorias que procuram explicá-lo.

Sua esposa Teresa
Jacobo Grinberg e sua esposa Teresa Mendoza.
Jacobo Grinberg e sua esposa Teresa Mendoza.

Um dos personagens que mais rarefeito o misterioso desaparecimento foi sua esposa Teresa. Ela não só deve ter sido a última pessoa a vê-lo, mas também deu explicações estranhas para encobrir a ausência do marido em dezembro.

Por um lado, justificava a ausência do cientista à madrasta dizendo que tinha ido para Campeche.

Dias antes, ele descontou um cheque de R$ 1000 e pediu ao zelador da casa de campo que não aparecesse, pois Grinberg tinha ido para Guadalajara.

 Teresa, que deveria acompanhar Grinberg ao Nepal, apareceu no dia 24 de dezembro na casa de Morelos acompanhada por outra mulher. Depois de recolher utensílios de cozinha, roupas e seu cachorro, ela foi embora.

Cinco dias depois, informou ao proprietário que estava alugando um apartamento para eles na Cidade do México que abandonaria o imóvel, decisão que surpreendeu o proprietário, já que o contrato ainda expirava três meses depois.

Dr. Grinberg, uma busca no mais famoso mistério mexicano não resolvido
Dr. Grinberg, uma busca no mais famoso mistério mexicano não resolvido.

Ninguém sabia do paradeiro de Teresa até maio de 1995, quando ela apareceu na casa de uma tia que morava ao sul de Tijuana. Lá ele passou duas semanas e depois também desapareceu. Depois de um tempo, sua família acaba de descobrir que Teresa era casada com Jacobo Grinberg, relacionamento que ela nunca havia comunicado a eles.

As sucessivas contradições e o estranho comportamento de Teresa fizeram com que ela fosse apontada como diretamente responsável, ou pelo menos como cúmplice, pelo desaparecimento de Jacobo Grinberg.

Por outro lado, surgiram versões indicando que a Polícia Judiciária do estado de Morelos encontrou dois cadáveres que supostamente correspondiam a Teresa e Jacobo, em estado de decomposição, mas que foram subornados para ocultar o achado.

Assassinato ou sequestro?

Essas são outras das hipóteses que giram em torno do desaparecimento de Grinberg, onde desfila uma série de prováveis perpetradores.

Especula-se a provável intervenção de agências de inteligência dos Estados Unidos (CIAFBI) que, após a recusa de Grinberg em colaborar voluntariamente com elas, poderiam ter optado pelo sequestro com o consentimento do governo mexicano.

 Nesse caso, a intenção teria sido aproveitar a experiência e as informações que Grinberg acumulou ao longo de suas investigações para utilizá-las em prol das agendas que caracterizam esses organismos: a manipulação social e as psicotecnologias voltadas para fins bélicos.

Vítima de um crime passional, levado pelo FBI ou abdução alienígena
Vítima de um crime passional, levado pelo FBI ou abdução alienígena?
Alienígenas

A mais bizarra das hipóteses de conspiração é a que assegura que existem supostos depoimentos que afirmam que em 7 de dezembro de 1994, último dia em que Grinberg foi visto, os cônjuges foram interceptados quando iam de sua casa para o laboratório da UNAM. por dois veículos ocupados por homens caucasianos que em poucos instantes subjugaram e levaram o casal.

Esta versão contradiz a informação de que Teresa foi vista em mais de uma ocasião após essa data e que nunca mencionou nada a respeito.

Enquanto alguns acreditam que esses homens podem ser agentes dos EUA, ao mesmo tempo eles fornecem orientações para justificar a teoria de abdução pelos chamados Homens de Preto, (descrição de um grupo de homens altos de aparência caucasiana relacionada à presença de alienígenas)

Carlos Castaneda
Carlos Castaneda
Carlos Castaneda.

Outra das hipóteses fala das supostas discordâncias que existiam entre Grinberg e o antropólogo / feiticeiro Carlos Castaneda, e seus seguidores.

Diz-se que Castaneda teve algo a ver com o desaparecimento do investigador, a ponto de poder até tê-lo matado ou mantido em cativeiro. Não há mais evidências para provar esse boato.

Auto-exílio espiritual

Outra teoria gira em torno de uma provável “iluminação” ou uma espécie de autoexílio espiritual para o qual Grinberg decidiu retirar-se em sua busca por algumas verdades transcendentais ou enviar seu corpo para outra dimensão.

Esta revisão da vida, trabalho e desaparecimento de Grinberg levanta muito mais perguntas do que respostas. Só se pode dizer que o legado deixado por este pesquisador constitui um patrimônio inestimável onde se mostra que ciência e espiritualidade podem caminhar juntas.

Cabe a todos nós aproveitar o conhecimento que ele nos deixou para honrar os esforços de um cientista que não teve medo de quebrar paradigmas, pela liberdade através do autoconhecimento.

E você amigo(a) leitor(a) o que acha que aconteceu com Jacobo Grinberg?

Deixe sua opinião nos Comentários!
E compartilhe com seus amigos…

Convidamos você a nos seguir em nossa página no Facebook, para ficar por dentro de todas as novidades que publicamos:

Universo dos Mistérios Ocultos(clique para abrir)

A Chave dos Mistérios Ocultos
Mistérios

One Comment

  • Lázaro

    Serei sucinto, dentro do seguimento. Caso Jacobo Grinberg, segundo a ciência da espiritualização, tem muito a ver com viagem astral. o pode da mente é surpreendente, quando atinge seu astral energético, na conspiração de um desejo normal e necessário. A mente, quando apurada, hidratada, energizada, ela tem desprendimento, para chegar a uma dimensão ilimitada, quando interliga duas forças, que entendamos como pontes de interligação e intermediação. Assim, no passado, surgiu o poder da mente como a terceira visão. \acredito sim, que aconteceu algo espacial, sideral, e astronômico, que pela sua inteligência o fez com que se propagasse espelindo ou emanando energias suficiente para a sua interligação com o cosmo.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: