Grupo financeiro multinacional adverte investidores sobre colapso econômico

Até um mês atrás, isso parecia absurdo:

Proibições de viagem. Eventos esportivos cancelados. Reuniões em massa proibidas. Mercados de ações em queda livre. Shopping centers abandonados.
Goldman Sachs adverte investidores sobre colapso econômico e de saúde global em 6 a 8 semanas
Pessoas observam painel na B3, a bolsa de valores de São Paulo – 12/03/2020 – REUTERS/Amanda Perobelli

O surto de coronavírus deveria ser um problema localizado para a China e qualquer efeito indireto no resto do mundo poderia ser contornado e controlado pelos governos do resto do mundo.

Quando ficou claro que o COVID-19 não estava limitado à China e que afetaria o resto do mundo, começaram as preocupações.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), relutante em decretar a pandemia, foi forçada a mudar de ideia em 11 de março. E enquanto países como a Espanha se limitavam a dizer que “a possibilidade de infecção era muito baixa”, o coronavírus avançava sem controle e fazia centenas de mortes na Europa.



Baba Vanga previu o coronavírus e o confinamento da população em todo o mundo

Mais uma profecia cumprida? OMS declara pandemia global de coronavírus

Bill Gates alerta que o coronavírus é a nova gripe espanhola, que matou 50 milhões de pessoas em 1918

Virologista da OMS diz que o novo coronavírus é a ‘Doença X’, e pode matar 80 milhões de pessoas



Agora, os dados falam por si:

Quase 300.000 infectados e quase 13.000 mortes em todo o mundo.

Goldman Sachs adverte investidores sobre colapso econômico e de saúde global em 6 a 8 semanas

Curiosamente, o que aconteceu em 2007-2008 está sendo repetido, quando inicialmente a crise econômica deveria afetar apenas os Estados Unidos.

E algo semelhante ao que está acontecendo com a economia global.

Estamos diante de uma economia mundial que já está em recessão devido ao amplo impacto da pandemia na atividade econômica, apesar das medidas de estímulo anunciadas por dezenas de bancos centrais na Europa, América, Ásia e Austrália.

Os bancos centrais, os ministérios da economia e os economistas independentes nos disseram de forma ativa e passiva que haveria um golpe forte, mas curto para a atividade econômica seguida de uma rápida recuperação, agora a situação é muito diferente do que foi originalmente previsto.

No entanto, o pior ainda está por vir.

Goldman Sachs adverte:

Um post do Reddit sobre o banco Goldman Sachs se tornou viral nas mídias sociais mais rápido que o coronavírus.

Goldman Sachs adverte investidores sobre colapso econômico e de saúde global em 6 a 8 semanas

O usuário ‘nottodaymonk’ postou em 15 de março que um amigo acabara de terminar uma conferência da Goldman Sachs Investee à qual cerca de 1.500 empresas se conectaram.

Ele listou várias “conclusões” da chamada; e a mais importante das quais foi uma previsão do “colapso econômico e de saúde global” previsto em 6 a 8 semanas.

Nas próximas 6 a 8 semanas, veremos um colapso econômico e de saúde global”

revela a publicação.

50% dos americanos contrairão o vírus. 70% dos alemães irão contrair o vírus. Dos afetados, 80% estarão no estado inicial, 15% no estágio intermediário e 5% no estágio crítico.

A mortalidade geral será de 2%. A Europa e os Estados Unidos não parecem estar bem equipados para lidar com a crise do COVID-19.

Goldman Sachs adverte investidores sobre colapso econômico e de saúde global em 6 a 8 semanas

A economia da China será afetada por importações e exportações. Pode haver uma escassez de matérias-primas e a cadeia global de suprimentos se romperá por um período de tempo.

A taxa de crescimento do PIB mundial será a mais baixa em 30 anos, com menos de 2%. O S&P 500 terá um crescimento negativo de -15% a -20%. As bolsas de valores se recuperarão apenas na segunda metade do ano.”

Notícias falsas?

Patrick Scanlan, vice-presidente de comunicações corporativas da Goldman Sachs, queria deixar claro que as postagens nas redes sociais que relatam estatísticas do COVID-19 foram preparadas por um autor não identificado, não foram autorizadas e não contêm informações e deturpações.

Patrick Scanlan
Patrick Scanlan

Os comentários que circulam nas plataformas de mídia social que atribuem estatísticas ao COVID-19 ao Goldman Sachs foram preparadas por um autor não identificado, não foram autorizados e contêm informações erradas e falsas declarações”,

disse Scanlan ao Cointelegraph.

Em 12 de março, o economista-chefe e o diretor médico da empresa fizeram um apelo aos clientes, durante os quais eles transmitiram informações sobre o impacto do COVID-19 sobre a economia e do mercado.

Durante a chamada, várias estatísticas sobre a pandemia foram citadas e atribuídas a fontes legítimas, incluindo governos, e não foram necessariamente apresentadas como uma visão por Goldman Sachs.

Os pontos de vista econômico e de mercado apresentados na chamada foram consistentes com os pontos de vista de pesquisa atualmente publicados.

Mais uma profecia cumprida OMS declara pandemia global de coronavírus

Curiosamente, o Goldman Sachs não negou explicitamente a veracidade das alegações de nottodaymonk, no entanto, questionou algumas das estatísticas apresentadas.

A empresa enfatizou que “as visões econômicas e de mercado” expressas durante a conferência eram consistentes com os relatórios públicos.

Embora as referências ao coronavírus deixem claro que as anotações não são verbais, certamente é possível que os números oferecidos pelo nottodaymonk tenham sido discutidos na conferência, e um relatório recente do Imperial College London também prevê um futuro sombrio para a humanidade, muito mais do que o relatório Goldman Sachs.

Dinheiro é o rei do nosso tempo

Goldman Sachs adverte investidores sobre colapso econômico e de saúde global em 6 a 8 semanas

Investidores e economistas estão realmente chocados com os efeitos do COVID-19 na economia mundial.

Eles o consideram um dos piores declínios do mercado financeiro da história e declararam oficialmente a morte das ações na véspera de uma era em expansão.

O dinheiro é rei “,

disse Sergio Trigo Paz, gerente do Fundo Estratégico BlackRock – Flexi Dynamic Bond para mercados emergentes, à Bloomberg.

Você tinha um ambiente em que a primeira metade de 2020 parecia silenciosa, o que foi muito positivo para empréstimos de alto rendimento em mercados emergentes. Mas o coronavírus foi um divisor das águas.

O aviso mais perturbador vem de Kashif Raza, CEO da plataforma de notícias sobre criptografia da Índia, Crypto Kanoon. Ele garante que os governos sejam forçados a limitar o acesso à Internet ou a restringi-lo totalmente.

Sergio Trigo Paz
Sergio Trigo Paz

Isso terá consequências dramáticas para moedas digitais como o Bitcoin, que já possui ciads históricos. E em um tweet, Raza argumenta que as coisas vão piorar para os investidores.

Ele está convencido de que o pânico que já está dominando os mercados.

Alguns já estão se preparando para a queda iminente de nossa ordem social ou política. De bunkers a coleta de alimentos não perecíveis, muitos acreditam que o verdadeiro apocalipse já começou.

E se as informações do Goldman Sachs são verdadeiras, as quais não foram totalmente negadas, os melhores economistas do mundo concordam que é hora de ganhar dinheiro, pois parece que os bancos estão se preparando para bloquear as contas de milhões de poupadores.

E você amigo leitor acha que devemos nos preparar para o apocalipse econômico iminente?

A Chave dos Mistérios Ocultos

Você já tem a chave, mas terás a coragem de abrir?

Deixe um Comentário