Médico do CDC alerta: A vacina contra a gripe “desastrosa” está causando um surto mortal de gripe

Ao que tudo indica, a vacina da gripe é mesmo um VENENO MORTAL!

Ao que tudo indica, a vacina da gripe é mesmo um VENENO MORTAL...

Esta mensagem anda a circular pela Internet portuguesa, sob o título: “Eu não tomaria a vacina H1N1 pelo simples risco do síndrome GBS”– Neurologista Britânico.

Um dos possíveis efeitos secundários da vacina H1N1 é a síndrome de Guillian-Barre, a síndrome que matou e incapacitou centenas da Americanos na campanha de vacinação H1N1 em 1979 com 500 casos confirmados deste síndrome, a vacina foi retirada do mercado 10 dias depois após vacinarem 48 milhões de pessoas, tendo feito mais vítimas que o vírus H1N1.

Esta síndrome ataca diretamente o sistema nervoso causando problemas de respiração, paralisia e até a morte. Foi revelado que as vacinas ainda podem conter um outro perigo.

Em muitas vacinas produzidas no final dos anos 80 e início dos anos 90 foram utilizados produtos bovinos obtidos em países onde a BSE, encefalite bovina espongiforme (doença da vaca louca), era um risco substancial. Nos EUA, a FDA repetidamente pediu que as indústrias farmacêuticas não utilizassem produtos de gado criado em países onde a vaca louca seja um problema.

Médicos, farmacêuticos e meios de comunicação continuam a mentir sobre mercúrio em vacinas.

A grande mídia abandonou completamente a ciência na sua propaganda para impulsionar a vacina contra a gripe, deixando inteiramente de mencionar qualquer um dos riscos associados às vacinas. De acordo com quase todas as histórias publicadas na grande mídia, vacinas contra gripe oferecem uma quase certa proteção contra a gripe enquanto tem risco absoluto zero (o risco nunca é mencionado).

“Não há ensaios controlados” Chocantemente, na própria bula admite que ela nunca foi submetida a ensaios clínicos científicos: “Não houve estudos controlados que demonstrem adequadamente uma diminuição na Um médico do CDC alertou que a vacina ” desastrosa ” deste ano pode ser responsável pela epidemia de gripe que varre o país.

” Alguns dos pacientes que eu administrei a vacina contra a gripe para este ano morreram “, disse o médico, acrescentando: ” Eu não ligo para quem você é, isso me assusta.”

Os cientistas estavam preocupados que a temporada de gripe deste ano seria difícil e seus medos se mostraram bem fundamentados. A temporada de gripe está marcada para um início recorde, com o CDC relatando ampla atividade da gripe de costa a costa. Muitas autoridades de saúde acreditam que o ano de 2018 será o pior surto de gripe que vivemos desde 1918.

” Temos visto pessoas morrendo em todo o país da gripe, e uma coisa que quase todas elas têm em comum é a vacina contra a gripe”.

A experiência do médico do CDC com pacientes que morreram de gripe depois de receber a vacina contra a gripe infelizmente não é incomum. Oito moradores do condado de Santa Bárbara morreram de gripe na última quinzena. Sete deles tomaram a vacina contra a gripe.

Este padrão mortal está se repetindo em todo o país. No entanto, as autoridades de saúde ainda estão dizendo às pessoas que tomem a vacina contra a gripe, apesar de não funcionar. Autoridades de saúde começaram a admitir que a vacina é apenas 10% efetiva.

O veredicto está em vacinas contra a gripe. Muitos especialistas médicos concordam agora que é mais importante proteger você e sua família contra a gripe do que a injetar a própria gripe.

Todos os anos, a indústria farmacêutica, os especialistas médicos e os principais meios de comunicação trabalham duro para nos convencer a se vacinar contra a gripe. 2018 não é diferente. Mas, como sempre, não nos dizem a história toda.

As empresas farmacêuticas fornecem aos principais veículos de mídia uma grande porcentagem de suas receitas de publicidade. Grandes empresas farmacêuticas gastam muito mais em publicidade do que em pesquisa. Estamos falando de centenas de bilhões de dólares.

Os dólares da Big Pharma compraram efetivamente o silêncio da grande mídia. Você não pode mais acreditar em nada do que dizem sobre produtos farmacêuticos, especialmente vacinas.

Está claro que a Big Pharma está desesperada para garantir que os principais veículos de mídia nunca nos informem sobre reações adversas ou sobre os produtos químicos tóxicos sendo injetados em nós na vacina contra a gripe.

 

Vacinas contra gripe contêm ingredientes perigosos

A indústria farmacêutica, os especialistas médicos e a grande mídia admitem que as vacinas contra a gripe contêm cepas do vírus da gripe. O que eles são menos propensos a revelar, porém, é a longa lista de outros ingredientes que acompanham a vacina.

Agora é um fato conhecido que as vacinas contra a gripe contêm mercúrio, um metal pesado conhecido por ser perigoso para a saúde humana. Toxicidade do mercúrio pode causar depressão, perda de memória, doenças cardiovasculares, problemas respiratórios, ADD, problemas de saúde bucal, desequilíbrios digestivos e outros problemas de saúde graves.

As vacinas contra a gripe não imunizam, mas sensibilizam o organismo contra o vírus

Você já notou como as crianças vacinadas adoecem quase imediatamente após a vacinação? Isso ocorre porque o vírus da gripe é introduzido em seus corpos. Então, ao invés de imunizar, a vacina contra a gripe só sensibiliza o organismo contra o vírus. E o fato de fazer com que os indivíduos adoeçam após uma aplicação(devido a redução da imunidade).

Torna-o mais suscetível a pneumonia e outras doenças contagiosas para alguém com um sistema imunológico já suprimido, injetar cepas do vírus da gripe pode ter consequências devastadoras. Se seu corpo já está trabalhando para combater um vírus ou simplesmente operando com baixa imunidade, uma injeção de vacina pode colocar seu corpo em sério risco de contrair gripe com sintomas mais fortes, ou pior pneumonia e outras doenças contagiosas.

Enfraquece respostas imunológicas

Existem literalmente milhares de artigos de periódicos médicos publicados que mostram que vacinas injetáveis ​​podem levar a reações imunológicas prejudiciais e a uma série de outras infecções. Além disso, as respostas imunológicas fracas apenas diminuem a capacidade de uma pessoa para combater as doenças que a vacina deveria proteger em primeiro lugar.

 

Distúrbios neurológicos graves

As evidências sugerem agora que os ingredientes das vacinas contra a gripe podem causar distúrbios neurológicos graves. Em 1976, um número significativo de pessoas que receberam a vacina contra a gripe e adquiriram a Síndrome de Guillain-Barré (GBS), um distúrbio caracterizado por danos permanentes nos nervos e até mesmo paralisia.

As vacinas contra a gripe podem conter muitos materiais nocivos, incluindo detergente, mercúrio, formaldeído e cepas do vírus da gripe viva.

Você deve tomar uma vacina contra a gripe? Se você ainda está prevaricando e querendo saber em quem confiar, considere isto:

As próprias pessoas que impulsionam a vacinação contra a gripe estão ganhando bilhões de dólares a cada ano, porém se abstém da mesma.

Em agosto de 1999, o Comitê de Reforma do Governo iniciou uma investigação sobre a política federal de vacinas. Esta investigação centrou-se em possíveis conflitos de interesse por parte da Food and Drug Administration (FDA) e os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

A investigação concluiu que muitos indivíduos que atuam em dois comitês consultivos importantes tinham laços financeiros com as empresas farmacêuticas que fabricam vacinas. Muitas vezes, esses indivíduos receberam isenções para participar plenamente das discussões que levaram a recomendações sobre o licenciamento de vacinas e a adição de vacinas ao Cronograma de Imunização Infantil. Isso por si só cria sérias dúvidas sobre a eficácia das vacinas contra a gripe.

 

Fontes: CBS News e Santa Barbara Independent

Comente